Cuidados na hora de comprar um violão!

Violão

Fala pessoal, tudo bem?

Meu nome é João Bezerra, guitarrista e professor, mais conhecido como Big John (não me pergunte o por quê kkkk) e é um grande prazer estar pela primeira vez escrevendo para os leitores do blog SANTO ANGELO.

Muitas pessoas, querendo aprender a tocar um instrumento musical, começam pelo violão devido aos menores custos de aquisição. Afinal, tem sempre aquela dúvida do iniciante: “será que vou me dar bem sendo músico” não é mesmo?

Como o violão é um instrumento musical muito versátil, músicos acostumados a tocarem com outros instrumentos ocasionalmente também o experimentam e o adotam em suas composições.

Dessa forma, acho importante, nesse post, chamar sua atenção para ficar bem atento a certos pontos na hora de escolher e comprar corretamente um violão de acordo com aquilo que deseja.

Claro que não pretendo esgotar todo o tema, uma vez que não sou o “dono da verdade”, mas contar um pouco da minha experiência vivida com centenas de alunos na minha escola aqui em Porto Ferreira/SP.

Mesmo porque, algumas das dicas a seguir também servirão para orientar os pais ou responsáveis sobre o que devem prestar atenção na compra de um violão, novo ou usado.

#1 Saiba o estilo que você (ou seu filho/filha) vai tocar;

É claro que saber o estilo é muito importante, mais antes devemos conhecer quais são os tipos de violões disponíveis no comercio em geral (tanto físico como online). São eles:

  • Violões com cordas de Nylon, mais recomendados para quem estiver começando a tocar, (porque a cordas não “machucam” tanto os dedos), geralmente usados para estilos como: MPB, Samba, Gypsy Jazz, Flamenco devido à sua sonoridade característica.

01

  • Violões com cordas de Aço são mais utilizados para: Pop Rock, Sertanejo, Country, Folk, Blues e estilos que exigem sonoridade mais forte.

 #2 Teste pelo menos 3 modelos de violões diferentes;

Cada pessoa tem um tamanho diferente de braços e mãos, o que faz a ideia de conforto (ou Tocabilidade para os sofisticados) ser algo muito particular. Portanto, teste três ou mais modelos de violões para sentir a diferença da largura / espessura do braço, avaliando o conforto do seu corpo com as medidas do instrumento.

Priorize sentir-se à vontade com o instrumento. Um violão muito grande ou com braço muito largo para alguém com estatura pequena, por exemplo, pode cansar o músico principiante muito mais rápido que um outro violão mais adequado às suas medidas corporais.

Já se você estiver escolhendo um violão para crianças, recomendo que leia as dicas desse blog

#3 Modelo da caixa de ressonância (corpo) do instrumento;

Assim como cada pessoa possui um tamanho diferente de mão, devemos ficar atentos também ao tamanho do corpo do instrumento, pois essas diferenças também influirão na sonoridade.

Violões tipo flat tem o corpo mais fino e sonoridade mais média e aguda, enquanto, que violões tipo jumbo possuem uma caixa acústica maior e sonoridade mais encorpada (ou grave).

02

Geralmente guitarristas mais experientes buscam violão com cutway (aquela parte do corpo do violão mais próxima da “boca” como na figura “Grand Auditorium”) para ter mais acesso e conforto ao tocar as notas agudas.

#4 Altura das cordas

Há quem goste de instrumentos com cordas mais altas ou mais baixas, porém, quanto menor a altura das cordas, mais fácil será a execução nesse instrumento.

O ideal seria pedir para a loja ajustar o instrumento de acordo com seu gosto pessoal ou então, levar o instrumento para um luthier para uma regulagem ainda mais adequada à sua forma de tocar.

Sempre é bom lembrar que no blog SANTO ANGELO tem várias dicas sobre manutenção de instrumentos e você pode ler mais sobre como é feita a regulagem das cordas clicando aqui

#5 Trastejamentos

Sabe aquela nota que se destaca no solo?

Isso se chama Trastejamento e ocorre por vários motivos: cordas baixas demais, trastes desgastados, instrumento desregulado, etc.

A dica é observar se os trastes não estão desalinhados ou muito gastos (caso do instrumento usado que foi mencionado no post que recomendei no item anterior).

Experimente tocar todas as casas, uma de cada vez, para ver se as notas estão soando com clareza.

#6 Marcas são importantes?

Claro que são e algumas possuem muito experiência com produtos adequados ao tipo físico da maioria da população brasileira. No entanto, guie-se pelo seu ouvido e siga as dicas dos itens anteriores, sem dar tanta importância àquele modelo bonito da vitrine da loja ou usado pelo cantor sertanejo mais famoso do momento.

Lembre-se que o mais importante é se sentir bem e confortável tocando determinado instrumento musical que só você soube escolher

Enfim, fiquem ligados nesses conselhos quando forem comprar seu violão e, após a compra, ajudem a espalhar a boa Música pelo mundo. Sempre!

04

Deixo abaixo o endereço das minhas mídias sociais para quem tiver alguma dúvida ou queira sugerir mais uma dica importante ao post. Como disse no início desse post, não pretendo ser o “dono da verdade” e sempre é bom quando todos compartilhamos conhecimento e experiência juntos.

Facebook: Big John

YouTube.com/c/bigjohnoficial

Instagram: @jbbigjohn

Para quem ir a fundo e entender porque um violão é um instrumento tão especial, recomendo a leitura desse TCC do Curso de Física preparado pelo André Luiz de Macedo Couto, da PUC de Brasília 

Valeu galera até a próxima oportunidade!

João Bezerra é licenciado em música, teve aulas com Faiska e Edy Ardanuy. Atualmente atua como professor no Instituto Big John e guitarrista nas bandas Big John Trio e Big John Unplugged.