Descobrindo novos sons nas escolas

2016-08-24 - FB

Olá pessoal, como vão?

Continuando nosso assunto do post anterior sobre a inicialização musical de crianças, hora de relacionar tudo isso ao ambiente em que elas estão inseridas, e o mais importante deles: a Escola.

Lugar de aprendizado em “360°” (com os professores e entre os colegas), é ambiente ideal para que a Música apareça e tome conta dos ouvidos, mentes e corações dos pequenos (ou não tão pequenos assim). Apesar de sabermos que os projetos de música nas escolas ainda não estão funcionando como deveriam, é importante tentar inseri-lo em todas as escolas.

2016-08-24 - 001

Esse é mais uma lembrança de nossa ex-colaboradora, Karen Ballada. Acompanhe esse texto e veja os movimentos que a SANTO ANGELO faz em prol do aprendizado musical.

Em nosso post anterior discutimos sobre a importância do estudo musical no desenvolvimento infantil. Agora falaremos sobre a forma e conteúdo que devem ser tratados em contextos que incluam reflexões sobre aspectos referentes aos elementos musicais.

Um ambiente sonoro faz com que crianças, nos primeiros anos de vida, ampliem os modos de expressão musical através de movimentos corporais e da fala. Essa expressões caracterizam-se por aspectos intuitivos, afetivos e também pela exploração de materiais sonoros.

2016-08-24 - 002

As crianças possuem enorme capacidade de integrar a música à suas atividades diárias, como cantar enquanto brincam, por exemplo, e dão seu próprio significado a determinados objetos.

O silêncio é tão essencial para a organização musical quanto o som.

Esses dois elementos devem estar em harmonia, a fim de se complementarem. Saber diferenciar sons (como de animais e objetos) acrescenta e enriquece a experiência musical das crianças. Caso tal interação não exista e os sons sejam apresentados de maneira desordenada e fora do contexto didático, a criança não terá um aproveitamento adequado.

2016-08-24 - 003

Quer dizer que as escolas ou salas de inicialização musical precisam de instrumentos musicais para cumprir esta função?

Não necessariamente, mas certamente de muita criatividade.

Um exemplo do que estamos afirmando pode ser constatado durante a realização da feira internacional de instrumentos musicais realizada em Frankfurt, na Alemanha, chamada Musikmesse.

2016-08-24 - 004

Um dos pavilhões desta feira gigantesca, o de numero 5, foi destinado especialmente para a musicalização infantil de crianças da região.

As fotos (que você está acompanhando pelo post) ilustram Instrumentos musicais de verdade, como as baterias eletrônicas, e outros feitos artesanalmente com materiais reutilizados, como as garrafas com vários volumes de água  e outros com peças cerâmicas de vários tamanhos. Lembram do post sobre instrumentos com materiais inusitados? Clique aqui e refresque a memória.

2016-08-24 - 007

Notem a foto em que aparecem canos e rodas de carros. Todos seguem o principio do Xilofone, com varias notas e tons distintos de maneira a estimular a curiosidade das crianças. Claro que cada um desses “instrumentos” contava com um monitor musico que incentivava e orientava os pequenos “músicos” na correta descoberta individual dos sons ali gerados.

Em outros postos, também voltados para a percussão, as crianças eram estimuladas a tocarem em conjunto, de acordo com as orientações recebidas dos monitores. Um show a parte, onde não haviam brigas nem disputas entre as centenas de pequenos visitantes com idades de 6 a 9 anos. Que tal a escola ter um ambiente assim?

2016-08-24 - 005

Para a construção de um instrumento musical ‘caseiro’, você não necessita de nada além do que a criatividade (além disso se tornar uma atividade bem legal para os alunos da escola ou na sua casa).

Recomendamos a leitura desse post que mostra possibilidades de 15 construções diferentes de instrumentos para criança. Você vai se surpreender em como isso atrai mais para a vivência com a Música.

Divirta-se e aproveite.

Incentive as escolas e centros comunitários a pensarem nessas possibilidades e faça o convite (assim como fazemos à você) para conhecerem a Expomusic 2016, quem sabe de lá não brotam iniciativas e ideias para se inserir mais a Música no dia a dia dessa garotada? E lembre-se de passar no nosso estande, vai ter muita coisa legal rolando lá.

Nos vemos!

Dan Souza é CMO, Relações Artísticas, fissurado em tecnologia e música, além de baixista nas horas vagas e apaixonado por Publicidade, Propaganda, Literatura e Filosofia. Formado em Marketing pela UNINOVE/SP, faz parte, desde 2013, da equipe de Marketing SANTO ANGELO.