Divulgando meu trabalho de professor particular: Facebook

DMTDPPPT2FB FB

por Dan Souza

Fala pessoal, tudo bem? Já começou sua empreitada em difundir mais o ensino musical? As dicas para começar a empreender nesse meio você encontra no nosso post anterior (só clicar aqui). E para quem já começou, agora é hora de pensar na sua divulgação.

Em épocas não tão distantes, a internet não era uma opção de divulgação, você precisava mandar um breve anúncio para um jornal ou uma revista (isso ainda acontece) e torcer para que alguém que estivesse com os classificados na mão se interessasse pelo curto texto falando do seu serviço (e música perdia para desentupidoras e funerárias naquela época). Não que a brevidade do texto fosse ruim, muito pelo contrário, um bom anúncio pode “fisgar” alguém em menos de cinco segundos.

DMTDPPPT2FB 002

Não haviam métricas ou mídias segmentadas. Em dado momento, as revistas e jornais “setorizados” apareceram, fazendo com que os anúncios começassem a atrair mais quem lia, porém, em compensação, eram mais caros, pois você estava atingindo exatamente o público que te interessava.

Então, apareceu a tal de internet e, um tempo depois, as tão aclamadas mídias sociais.

A divulgação ficou bem mais fácil e mais barata (até de graça), hoje você consegue fazer uma fanpage no Facebook ou um perfil no Twitter e começar, aos poucos, a divulgar a sua marca e serviços.  Você começa chamando seus parentes e amigos para curtir/seguir seu novo trabalho e aos poucos isso vai espalhando.

DMTDPPPT2FB 001

Como fazer para que isso se torne o mais profissional possível?

Pela gratuidade das ferramentas, dando a possibilidade de qualquer um fazer, essas mídias acabam se tornando banais, por isso a necessidade de deixar o amadorismo de lado e partir oferecendo algo melhor, que realmente agregue na vida das pessoas ou que, no mínimo, se comunique de forma profissional.

Usemos as mídias mais tradicionais, começando pelo Facebook.

A primeira coisa a se pensar sobre a rede do Sr. Zuckerberg quando você vai abrir um negócio é: NÃO MISTURE seu perfil pessoal com sua página empresarial. É interessante não misturar sua vida privada com as coisas que sua empresa vai divulgar, fora a credibilidade que uma página exclusivamente empresarial vai passar.

DMTDPPPT2FB 003

Assim que você clicar em “Criar uma página” você receberá essas seis opções:

DMTDPPPT2FB 004

Recomendamos por “Negócios locais ou local” nesse começo de trabalho com ensino musical. Ao clicar, o Facebook pedirá para que você se conecte ou crie um novo perfil.

RECOMENDAÇÃO: crie um e-mail exclusivo para o seu serviço (ex.: aulaparticular@gmail / hotmail / yahoo etc.) para que tudo seja concentrado em um único endereço a partir de agora (e escolha uma boa senha).

Login feito, escolha o campo educação (afinal, você vai ensinar), preencha todos os campos, leia os Termos do Facebook (eles são importantíssimos) e clique em “Começar”.

DMTDPPPT2FB 005

Hora de configurar sua página.

Você deve definir as categorias da sua fanpage (você pode usar “Instrução e aula de música” ou “Aulas”). Na descrição, faça um breve resumo do serviço que você oferece e alguns diferenciais (como sua formação, método, etc.). No campo do site, deixe vazio, em um post futuro, iremos te mostrar o passo a passo, fora as dicas para um site eficaz. E para finalizar, escolha o final da URL da fanpage, muito cuidado em escolher algo que as pessoas se lembrem e seja marcante, você só poderá mudar uma vez.

DMTDPPPT2FB 006

Pronto? Clique em “Salvar Informações”.

Hora da foto do perfil (a quadradinha que vai aparecer ao lado de todos os seus comentários). Não use fotos genéricas, procure colocar um logo ou uma foto sua bem tirada, com algum filtro (caso não saiba usar o photoshop ou não conheça um profissional qualificado para fazer isso, recomendamos o PicMonkey para tratar as fotos).

DMTDPPPT2FB 007

Foto bem bonita, clique em “Próxima”.

O passo “Adicionar aos favoritos” ficará ao seu critério, se você marcar como favorito, a sua página aparecerá mais facilmente no seu perfil, logo, o controle e as atualizações (como novos likes ou comentários) ficam mais visíveis.

DMTDPPPT2FB 008

Clique em “Avançar”.

Por fim, um dos pontos mais importantes: definir o seu público-alvo, ou seja, quem são seus alunos. O Facebook te permite escolher a localização (por exemplo, sua cidade) e o raio de atuação, ou seja, a distância máxima que você consegue ir até os alunos ou que eles venham até você sem perder o dia todo ou trocar de cidade. Defina também as idades mínima e máxima de quem você quer como seu aluno (mas lembre-se que não tem idade para começar a tocar, não é?). Quanto ao gênero, não precisamos nem falar, todo mundo pode aprender a dedilhar um violão. E por fim, os interesses, que podem ser os mais diversos, veja no exemplo que colocamos abaixo:

DMTDPPPT2FB 009

Perceba que colocamos até gêneros musicais, como rock e jazz. Tudo isso ajudará a trazer mais gente para visualizar sua página. Só clicar em “Salvar”.

Página criada.

Ainda não acabou, hora de colocar uma capa bem legal para deixar sua página mais bonita e profissional. É só clicar em “Adicionar uma capa”.

DMTDPPPT2FB 010

Fica bem mais bonito, não é?

DMTDPPPT2FB 011

Com a página visualmente pronta, comece a chamar seus amigos para que eles indiquem para outros amigos e assim você comece a divulgar o seu trabalho.

DMTDPPPT2FB 012

Ok, eu tenho a fanpage, e agora?

Hora de gerar conteúdo, mostrar mais do seu trabalho e sempre movimentar a página, seja com postagens de fotos, vídeos ou mesmo questionamentos para que a galera sempre interaja com você e crie mais valor pelo seu serviço. E cuidado com tudo que você postar: fotos bem tiradas, vídeos em Full HD (ou com uma qualidade boa) e bom português fazem muita diferença.

Nada de ficar parado, a internet está ai para te ajudar.

No próximo post, conversaremos sobre mídias mais rápidas como o Twitter e o Instagram e como torná-las acessórios da sua divulgação de trabalho.

Um abraço e até a próxima!