Existem soluções para guitarras com ruídos?

2015-10-30 - KSFB

por Dr. Alexandre Berni

Olá pessoal. separei para o post de hoje um assunto polêmico e irritante. Polêmico porque é extenso e com muitas opiniões contraditórias (e já tratado aqui pelo Denio Costa e pelo Sound Cara).  Irritante porque ruídos na nossa guitarra irrita qualquer um, principalmente nós mesmos!

Toda vez que alguém acha que sua guitarra está com ruído anormal, logo pensa que é preciso fazer uma blindagem para acabar com isso. Ora amigos, antes de sairmos gastando nosso suado dinheiro, vamos enumerar as situações que eventualmente podem causar ruídos em todo o conjunto dos seus equipamentos.

1 – Rede Elétrica: A energia elétrica brasileira é um dos grandes geradores de ruídos principalmente no amplificador e será acentuado se usamos os efeitos de Drive ou Distorção. Esta interferência pode ser ocasionada por eletrodomésticos, reatores de lâmpadas fluorescentes, aparelhos de TV, antenas radiotransmissoras proximas, cercas elétricas, entre outros. Para amenizar esse problema podemos copiar as soluções adotadas em estúdios profissionais de gravação: filtros de linhas nas tomadas e estabilizadores tipo No-Breaks em amplificadores e computadores.

2015-10-30 - 003b

2 – Amplificadores: Antes de acusarmos a nossa querida guitarra, devemos verificar se o amplificador não está gerando um ruído primário. Eu sempre realizo um teste da guitarra em outro amplificador para comparação.

3 – Cabos, fontes e pedais: pode parecer que estou puxando a brasa para a sardinha da SANTO ANGELO, mas devemos prestar muita atenção aos cabos de baixa qualidade, fontes não balanceadas adequadamente e principalmente aos pedais, pois podem gerar pequenos ruídos, que somados aos demais ruídos de seu set, podem te deixar louco! Quando trocamos um cabo ruim, ou conectores P10 “meia-boca” por outros de melhor qualidade, acreditem em mim, a diferença é brutal. A mistura de pedais analógicos com digitais interligados por cabos ruins em seu pedalboard poderá ser uma “arapuca” até você descobrir qual o componente está gerando o ruído.

4 – Guitarra: Agora que você checou todas as alternativas anteriores e não encontrou ainda a solução, vamos investigar se a origem do ruído está na guitarra. Não quero desanimar vocês, mas deixaremos para pensar na blindagem por último, investigando antes os itens abaixo:

2015-10-30 - 001b

4.1 – Jack: verifique se o jack não está oxidado, danificado ou com folga nos contatos quando acoplado ao plug P10 do cabo  da guitarra.

4.2 – Fio Terra: cheque, na parte elétrica interna dos alojamentos dos captadores, se todos os fios Terra estão soldados adequadamente e nos devidos pontos recomendados, conforme os posts publicados anteriormente aqui no blog. São eles: jack, potenciômetros, chaves, ponte e captadores.

4.3 – Potenciômetros e Chaves: potenciômetros e chaves, de qualidade ruim ou muito desgastadas pelo uso, podem ocasionar ruídos principalmente quando acionados, ou até mesmo cancelar o sinal nos piores estados de conservação.

4.4 – Captadores: Os captadores de baixa qualidade, sejam eles humbuckers ou singles coil, podem gerar ruídos e até mesmo simulando um “apito”. O nível de ruído, objetivo do post de hoje e conhecido por “HUM”, certamente será causado por captadores singles. Não devemos confundir o “HUM” gerado pelo captador mesmo quando estamos com as mãos na guitarra com o ruído ocasionado quando tiramos as mãos das cordas. Buscaremos amenizar estes dois tipos de ruídos a partir de agora.

2015-10-30 - 002b

Para resolver o “HUM”, começaremos se possível, com a troca por captadores de melhor qualidade. Se não for possível trocá-los neste momento, realizaremos o processo de blindagem da guitarra. As maneiras mais conhecidas são:

1 – Tinta condutiva na cavidade da guitarra para alojamento dos captadores.

2 – Fita metálica adesiva de Cobre ou Alumínio.

O princípio teórico usado para a blindagem é estudado no 2º Grau ou nos cursos de Engenharia, mais conhecido como “Gaiola de Faraday”. Trata-se da observação pelo físico britânico, Michael Faraday do século XVIII, que afirmou em seu princípio: “uma superfície condutora que envolve uma determinada região do espaço, em certas situações, pode impedir que haja a entrada de determinadas perturbações, causadas por campos eletromagnéticos externos”. Traduzindo para a guitarra: se envolvermos os captadores em uma “gaiola” semelhante será anulado as perturbações dos captadores e com isso diminuir-se-á o ruído indesejável.

Quando comentei que o assunto é polêmico, é porque alguns especialistas acreditam na tinta condutiva enquanto outros na fita metálica adesiva. Existem pessoas que afirmam que a tinta condutiva não tem efetividade alguma, principalmente as preparadas de forma caseira. Para tirarmos da dúvida coloquei algumas fotos que comprovam qual modelo escolhido será mais eficaz.

Preparei a seguinte formula: 1:1 (volumes iguais) de thinner e selador para madeira, comprados em lojas de tintas e acrescentei uma mistura de Grafite em pó até conseguir a “espessura” de tinta a óleo. Muitas vezes as pessoas não conseguem condutividade por interação química dos componentes das marcas usadas e não porque a mistura não funciona.

Preparei, para ilustrar, um “laboratório” de testes conforme as figuras abaixo:

O primeiro teste que fiz foi com a tinta condutiva caseira se mostrou efetiva acendendo os LEDs, ou seja, conduzindo a corrente pela sua superfície.

O segundo teste foi com fita de alumínio facilmente encontrada em loja de tintas ou material elétrico. Mostrou-se efetiva na condução da corrente elétrica.

Por último, a fita de Cobre que é a mais famosa na literatura que encontramos sobre o assunto “blindagem”. No entanto, a maior dificuldade está em adquirirmos esta fita porque é importada e em tempos de cotações mais caras em relação ao Real brasileiro, o custo é muito alto.

Eu percebi que a tinta condutiva que eu preparei conduziu a Corrente Elétrica, mas os LEDs apresentaram menor intensidade de luz. Para conferir, resolvi então medir com o amperímetro.

Tinta Condutiva Caseira:

Fita de Alumínio:

Fita de Cobre:

A diferença que observamos no valor do Amperímetro na aferição da condutividade da tinta condutiva caseira em relação às fitas de Alumínio e Cobre poderia ser atribuída à menor condutividade do Grafite em relação aos metais. Esses valores de referência podem ser encontrados em qualquer tabela de condutividade disponíveis na internet.

Assim, optei por fazer rapidamente a blindagem com fita de Cobre e Alumínio de uma guitarra como ilustração.

A fita de Cobre já vem adesivada para facilitar a aplicação.

Para completar a “ Gaiola de Faraday” o “teto”, no caso o fundo do escudo deve receber a mesma camada de fita. Eu optei pela fita de alumínio.

Na montagem da guitarra não devemos esquecer de acrescentar um fio terra entre potenciômetro e fita como na figura.

Montagem final dos componentes da guitarra:

Pode acontecer que, após todo esse trabalho, nem todos os ruídos da guitarra desapareceram, mas diminuíram bastante. Ou então, permaneceu aquele ruído causado por tirar e colocar a mão nas cordas, que não incomoda em uma abordagem ao vivo, mas é bem audível em uma gravação em homestúdio.

Uma dica que aprendi com um grande amigo guitarrista sideman de uma famosa dupla sertaneja de São Paulo, é simular o aterramento do cabo da guitarra em nosso corpo. Calma que não é aquilo que você está pensando, mas acrescentarmos um fio terra ao cabo da guitarra e o encostarmos em nosso corpo constantemente. Ele costuma colocar o fio Terra na cintura e o cinto ajuda a contê-lo. Vou demonstrar agora como adaptar este cabo.

Escolha um cabo de boa qualidade, de preferencia da SANTO ANGELO,  e um pedaço de fio comum utilizado nas instalações elétricas:

Vamos desmontar o plug P10 e adaptar o fio conforme as figuras abaixo:

Solde o fio Terra suplementar no contato negativo do plug P10:

Monte a capa do plug P10 novamente e reserve um pedaço de fita metálica para a outra ponta do fio:

Envolva a outra ponta na fita de cobre:

O seu novo cabo “anti ruídos” está pronto para ser testado:

Bem pessoal, o que eu quis dividir com vocês foi o pouco que aprendi sobre diminuir os ruídos das guitarras. Claro que a experiência de vocês pode esclarecer ajudar a diminuir ou acabar com outras formas de ruídos e é por isso que este blog existe: para trocar informações entre toda a nossa comunidade. Escreva contando sua experiência e dividindo conosco outras dicas de “estrada’ como esta.

Um grande abraço.




  • Mig

    Baita texto, obrigado!
    Curto bastante receber esses posts por e-mail. Parabéns, Santo Angelo.

    • http://www.santoangelo.com.br/ Santo Angelo

      Aew, Mig, obrigado por ficar ligado em nosso blog. Caso tenha alguma sugestão para o proximo post, por favor, avise-nos. Abraço forte.

  • Helio Junior

    Show de Bola.. enfrentava esse problema na minha strato, fiz a blindagem com a fita de alumínio e o resultado foi assombroso. Da água para o vinho. Muito boas as dias do blog!

    • http://www.santoangelo.com.br/ Santo Angelo

      Bacana, Helio, fique ligado em nossas mídias sociais. Abraço forte.

  • Alex Abreu

    Aqui em casa a Guitarra não tem um Ruído se quer, porém sempre ocorre da rede elétrica dar Ruídos em horário de pico que varia entre 18 horas as 20 horas, no Baixo também está normal, no meu caso os vilões de Ruído são as instalações elétricas, não testei usar um Nobreak no amplificador quando estou fora de casa, talvez isso ajude!

  • http://www.santoangelo.com.br/ Santo Angelo

    Aew, Ezequiel, obrigado por ficar ligado em nosso blog. Caso tenha alguma sugestão para o proximo post, por favor, avise-nos. Abraço forte.

  • JERONIMO FERREIRA

    A tinta condutiva é tão eficiente quanto a fita de alumínio e a de cobre e esteticamente mais profissional. Por isso ela é utilizada por grandes marcas como Fender, ESP, etc. Além da blindagem é necessário que o aterramento esteja perfeito, pois é ele o grande vilão dos ruídos. O fio que conduz o sinal para o jack J10 onde se pluga o cabo terá que ser blindado também. Em fim qualquer detalhe esquecido pode por tudo a perder. Outro detalhe é a qualidade dos componentes como captadores, chaves, conectores.

  • selton silva

    Oi Dr. Tenho uma les paul mlp100 memphis by tagima. Blindagem deve ser feita onde ficam os captadores e a chave seletora ou só nos potenciômetros? Valeu

  • Reginaldo Robson Robson

    Sensacional !!! não sou músico mais tenho três Guitars uma tele Seizi, uma estrato yamaha e uma SG especial.
    Fiz a tinta condutiva ficou 70% ns minha estrato agora vou fazer de cobre.
    Valewwww St Ângelo !!!

  • Mauricio

    Minha guitarra apresenta chiado quando encosto no tampo da guitarra. Mesmo estando com a mão nas cordas (o hum produzido acaba) quando esfrego a mão no escudo da guitarra (onde estão instalados os captadores) eu ouço um chiado. Acredito que seja um problema de aterramento, mas ficaria grato se pudessem me dar informações sobre a causa e solução.
    Obrigado,
    Mauricio

    • http://www.santoangelo.com.br Santo Angelo

      Maurício, quando você aproxima a mão perto dos captadores e o ruído desaparece, mesmo com a mão nas cordas, costuma ser falta de aterramento de um ou mais captadores. Você deve checar se algum dos fios terra dos captadores não estão soltos ou mal soldados no potenciômetro.

      Espero ter ajudado.

    • Instalador De Porcelanatos

      Guitarra vagabunda, tem umas, tipo menphis, lord, strinberg e cia que só de chacoalhar ela já faz isso, numa apresentação o cara tem que ficar paradinho sem se mexer bruscamente com ela senão ferrou….

  • Haymo Ribeiro

    uma solução simples e pegar um cabo normal de guitarra ligar em algum plugue da mesa de som ou do ampli ativo e ligar em qualquer saida “vazia” que não vá gerar sinal sonoro e colocar colado ao corpo “tem que encostar na pele” por dentro do cinto, some totalmente o ruìdo…no fundo é a mesma solução que sodar um fio no terra do cabo, mas sem preparar nada. vai usar dois cabo, o da guitarra normal e outro na mesa e outro por dentro do cinto que toque seu corpo…isso é uma solução eficaz e muito antiga aqui no rio de janeiro, e muito simples e rápida…instantânea !!!! abraço a todos….

  • babitonga

    “Calma que não é aquilo que você está pensando” kkkkkkkk boa!!!

  • Joelson Lima

    A tinta condutiva “quando aplicada corretamente” e tão eficiente quanto , no caso desse teste foi um teste “amador” por isso não deu certo, posso provar que da muito certo, as fitas tanto de cobre quanto de aluminio são otimas, mas dessa maneira das fotos esta muito ruim, trabalho grosseiro feito por amadores, tem que se tomar o devido cuidado para não ficarem “bolhas” entre o adesivo e a madeira.

    • http://www.santoangelo.com.br/ Santo Angelo

      Joelson, agradecemos seu comentário e por elucidar mais um ponto. O detalhe do teste é para que possa ser feito em casa, porém, sempre recomendamos que o músico que tenha condições procure um luthier de sua confiança para a aplicação desse tipo de tinta ou outros reparos/adaptações mais minuciosas. Um abraço.

    • erik wolff

      conforme a “Gaiola de Faraday” as “bolhas” que tu menciona não iriam afetar o sistema… seria apenas estética.

  • Petrick Escorsato

    Tenho uma Fender Strato USA anos 90 que comprei de 2ª mão e por esta razão não posso afirmar se a captação é original ou se pode ter sido trocada. O problema está quando uso os 3 captadores individualmente (chave nas posições 1, 3 e 5) pois o nível de ruído aumenta consideravelmente e em contrapartida o ruído diminui quando uso os captadores combinados nas posições 2 e 4 (ponte+meio ou meio+braço). O problema persiste, embora atenuado, após revestira as cavidades e escudo com fita de cobre. Qual seria a mais provável causa? Os próprios captadores? Chave seletora ou potenciômetros? Talvez trocando toda a fiação e refazendo a parte elétrica substituindo inclusive a chave e os potenciômetros pode resolver ou atenuar ainda mais os ruídos?

    • Osvaldo Souza

      Captadores single coil sozinhos tem bastante ruído mesmo, isso é normal. Também é normal o ruído diminuir quando se usa 2 singles combinados, pois um anula o ruído do outro, funcionando como um humbucker, não que se tornem um humbucker, mas o principio é parecido.

  • Ciderly Bezerra

    Bom dia. Estou com um problema em relação a uma guitarra archtop, que usa um captador Santo Angelo estilo PAF. Há um ruído intenso quando a guitarra é plugada, e ao colocar a mão no jack, este ruído cessa. Como as cordas estão em contato com uma ponte e cordal de madeira, não tive como aterrar neles. Como devo proceder?

  • Instalador De Porcelanatos

    Esse ruído é tão incoveniente que estou pensando seriamente em abandonar a guitarra, me estressa isso, daí o vizinho ainda liga uma lixadeira que faz aumentar o hummmm na minha caixa, inferno do caralho!!!!

  • Instalador De Porcelanatos

    Não comprem nada na Playtech, eles aceitam trocas e devoluções sem dificuldades e criterios nenhum, comprei uma fender, paguei 4800, ela já veio com alguns defeitos elétricos, abri pra ver e tinha um potencionentro da fender e os outros dois alpha, coisa que a fender não usa, o jack oxidado, as soldas toda porca, mal feita, duas Tarraxas com defeito, no corpo onde vai o braço parafusado estava beliscada a tinta, então, acredito eu, que alguém já havia comprado ela, trocou potenciomentros e tarrachas e trocou o braço, colocou o da fender num corpo memphis (essa marca tem igualzinha pra vender) e devolveu pra loja, tanto, que tenho essa merda até hoje e o som dela se equipara a uma tagima tg530 que tenho aqui, acredito que estou tocando numa memphis “achando” que estou com uma fender…