O que te move para tocar ainda mais em 2018?

22

Fala pessoal, tudo bem?

É natural ficarmos cheios de expectativas com o início de mais um ano. Afinal, com muitas pessoas falando em esperança de tempos melhores, todas nossas energias são renovadas e pensamos nos inúmeros projetos e chances de crescer que “agora vai acontecer, com certeza”.

Assim, iniciamos 2018 com uma lista enorme de promessas: ser mais altruísta, dedicar mais tempo aos relacionamentos pessoais, emagrecer, estudar, investir mais nos instrumentos e acessórios musicais e, claro, conseguir tirar o solo “Lines in the Sand “ do Dream Theater.

Promessas não faltam, mas o grande desafio será cumpri-las daqui pra frente.

 promessas-alcancaveis-para-2018-5a41df2eb30c0

Alguns são mais focados e conseguem seguir adiante com os objetivos, mas a maioria de nós não sobrevive à segunda semana do ano.

E isso se deve a falta de uma velha conhecida:  a Automotivação.

Segundo o próprio conceito da palavra sugere, a Motivação é a raiz de toda ação, ou seja, significa ser movido à ação. Já Desmotivação implica na completa falta de ânimo para toda ação.

E não adianta colocar a culpa nos seus pais, esposa ou filhos, que nunca o motivaram conforme já falamos em 2014 aqui no blog nesse post.

Entenda de uma vez por todas que o sucesso, o fracasso ou a liderança de uma pessoa muitas vezes só depende da própria motivação.

A chave para essa busca está em compreender o que motiva cada um de nós e isso pode ter um impacto incrível sobre nossos projetos de vida.

Entendendo e agindo sobre as coisas que o movem, você terá mais chances de ter sucesso.

Antes de seguir em frente, peço que reflita:

o-que-te-move-empreendedora-13

Qual o seu objetivo? Por que você precisa de Motivação?

Anote aí e vamos em frente:

A fonte de Motivação pode vir, muitas vezes, de um familiar (como no post acima mencionado), amigo ou até mesmo do seu professor.

Entretanto, na maior da parte do tempo você não terá ninguém por perto para te dizer palavras de estímulos e acredite: a sua motivação dependerá exclusivamente de você.

Segundo Michael Masterson, consultor financeiro, o que pode ajudar muito é criar uma estrutura e dividir sua meta em objetivos mensais, semanais e diários.

Por isso, cerque-se de pessoas que buscam o mesmo ideal e crie uma corrente de desafios e motivação.

Lembre: se: a vida é feita de relações.

Nenhuma pessoa é uma ilha.  Em equipe podemos fazer muito mais e nada melhor do que atingir suas metas e objetivos junto com sua galera.

Buscar o aprimoramento contínuo pessoal/profissional, só depende de cada um de nós.

Vença a procrastinação todos os dias.

Ainda não acabou. Continue…

E para você não dizer que só falamos de teoria, convidamos alguns dos nossos endorsees e também uma nova parceira da marca (Débora Mark porque, afinal, opiniões femininas são sempre bem-vindas) para compartilharem conosco tudo o que pensam sobre Motivação.

Maurício Alabama: Organização e prioridades – crie uma rotina de compromissos diários e, dentre esses compromissos, tem que constar o estudo do instrumento musical. Exemplos:

01

Objetivo e metas – Qual seu objetivo no instrumento? E para atingir esse objetivo como você dividiu o seu estudo? Nada vem de graça, mas subindo um degrau de cada vez todos podem tocar um instrumento musical.

Repertório – Nunca deixe de se divertir com o instrumento, tocando suas musicas favoritas, sem se prender a um mundo excessivamente técnico.

Kleber K Shima: Vá em shows, eventos e esteja presente onde as coisas estiverem acontecendo. As melhores oportunidades aparecem quando você está na hora certa e no local certo.

02

Quando for estudar, o momento crítico são os 20 minutos iniciais. Lute para não se distrair com outras coisas nesse tempo (desligar o seu smatphone é essencial). Separe o melhor período do dia que você acha que rende mais e faça disso um ritual, um hábito.

Através da música você vai melhorar sua autoestima, conhecer novos amigos, admiradores, fãs, status e conseguir se comunicar com pessoas de qualquer parte do mundo apenas com o som.

Mateus Starling: Conecte-se com pessoas que possuem os mesmos objetivos que o seu. O foco de estudar e se aprimorar no instrumento escolhido. O estudo, assim, pode ser de forma física ou virtual.

05

Esforce-se para sair da zona de conforto, pois se depender do seu corpo para isso, você vai ficar sempre no mesmo lugar. A natureza humana é assim.

Ouça música e músicos que te inspiram, busque também literaturas a respeito. Não se cobre negativamente, apenas na medida em que vai te ajudar a seguir em frente, coloque metas de curto, médio e longo prazo e mantenha continuidade no seu treino e tenha um cronograma.

Débora Marc: Existem momentos e fases em nossa caminhada musical que nos sentimos desestimulados, sem ânimo ou vontade de estudar, e isso acontece por uma série de motivos.

 07

Às vezes, por acharmos que não estamos evoluindo, falta de apoio familiar, equipamentos precários, logística e corre-corre do dia-a-dia…Acredito que essa sensação de desestimulo acontece com praticamente todos em algum momento, e isso, é de fato, até bem comum.

Três dicas rápidas que uso com meus alunos para ajudar na Motivação:

  • Pense no que te levou a tocar, qual a sensação que a Música te proporciona e tente resgatar aquela paixão entusiasta do início.
  • Tenha um objetivo grande, mas comece com pequenas ações possíveis, treinos diários ainda que curtos, mas com objetividade.
  • Mantenha-se em contato com pessoas que estão focadas em crescer musicalmente, que respiram música. A troca de experiências e vivência musical estimulam o prório desenvolvimento.

Trabalhar com música é algo que exige sensibilidade. Não se trata somente de um playing limpo ou notas rápidas, mas de saber como isso pode tocar a alma de todas e se comunicar com o Universo.

Não importa se você é músico amador, profissional ou toca por hobby nas horas vagas: é necessário manter o entusiasmo e a paixão pela Música sempre nas máximas.

Eric Paulussi: Limpe sua mente do stress e da pressão: nossa rotina é cansativa e, muitas vezes, irritante quando não estamos conseguindo resultados, não é?

09

Por isso, sempre antes de começar a estudar novas matérias, eu improviso e arejo minha mente tocando músicas que gosto e que abrem espaço para que minha mente e corpo estejam relaxados e prontos pra encarar os novos desafios.

Crie metas: a criação de metas a curto, médio e longo prazo, ajuda não só o nível musical e técnico a aumentar, mas também sua motivação.

Dessa forma, metas são pontos fundamentais nesse embasamento da motivação.

Reinvente-se todos os dias. Por que falamos Português? Porque nascemos num país que diariamente ouvimos o idioma, o que faz com que sejamos fluentes.

Para música e qualquer linha de estudo esse raciocino também se aplica.

Finalizando, tenho certeza que, ao ler esses depoimentos e suas metas forem honestas e alcançáveis, o “milagre” da Motivação sairá de dentro de você naturalmente, para atingi-las, sem dar chance para a procrastinação.

Exercite e depois conte para nós como está progredindo. Comigo está funcionando e espero que com você também.

Boa sorte e até a próxima!

Lygia Teles, é Relações Públicas e especialista em Gestão de Marketing pelo SENAC-SP. Desde janeiro/16 integra a equipe de Marketing e Comunicação da SANTO ANGELO.