O vendedor na era digital

por Dan Hisa

No post da semana retrasada, alertamos tanto os vendedores como os consumidores sobre as tremendas possibilidades da “era do smartphone”, na qual as compras serão mais disputadas, com comparações de preços em qualquer lugar do planeta graças aos celulares e novos aplicativos (para ler mais, clique aqui).

Em continuidade ao nosso apoio a melhoria da relação vendedor – consumidor nas lojas de instrumentos musicais e áudio em geral, hoje, esmiuçaremos uma ferramenta que às vezes é deixada de lado, mas que pode contribuir muito no pós venda aos consumidores e na sua possível volta à loja: o e-mail marketing.

FERRAMENTAS 002

Primeiramente, perguntamos aos vendedores: vocês mantêm um cadastro dos seus clientes? Não só nos sistemas da loja na qual você trabalha, mas uma lista pessoal onde você possa ter alguns dados importantes sobre eles como o nome, telefone, e-mail ou outras informações? Se ainda não tem, é bom fazer uma, por mais que o estabelecimento em que você trabalhe não adote esse tipo de conduta. E vocês consumidores, costumam ser informados por e-mail (e os abrirem) sobre novos produtos disponíveis, promoções, workshops e demais eventos nas lojas por seus vendedores preferidos?

Acreditamos que tanto vendedores como os respectivos clientes estão num impasse de confiança quanto ao uso responsável dos e-mails. Houve muito abuso, tanto das empresas em encherem as caixas dos consumidores com mensagens invasivas, como de consumidores que não habilitaram seus vendedores de confiança nos filtros anti-SPAM. Assim um gesto de boa vontade de cada parte, através de uma conversa franca e comprometimento dos conteúdos trocados, todos sairão ganhando com essa ferramenta pratica e barata de comunicação.

Assim, começaremos pelos vendedores, imaginando o exemplo abaixo com 3 clientes e dados hipotéticos:

tabela

Vamos supor que acontecerá uma promoção de violões na sua loja, com apresentação de um endorsee do importador ou fabricante. Olhando a tabela que sugerimos, você saberá quem pode se interessar por essa promoção. No exemplo, certamente os clientes Vinicius e João comprarão novamente, pois já adquiriram violões mais baratos e provavelmente já tocam melhor o instrumento. Ou seja, consumidores satisfeitos, maior a comissão de vendas.

Mas como você pode se comunicar a eles? Telefonar para cada um deles, pode demandar muito tempo e o gasto acaba sendo alto se você tiver uma lista muito grande de clientes. Por isso, o e-mail é tão poderoso.

Se a sua relação de clientes for pequena, até umas 50 pessoas, você pode montar uma lista no seu próprio webmail (ou Outlook, caso o utilize) e mandar os e-mails para eles. Mas não faça isso só de vez em quando. “Converse” com sua lista, mantendo uma periodicidade não invasiva (exemplo: uma vez a cada 15 dias), escrevendo sobre assuntos relacionados à música em geral ou novos produtos ou serviços. Não esqueça também de habilitar um bom corretor automático de testos (ops, kkk), certo? Isso criará um vinculo bem legal com seus clientes, que terão cada vez mais confiança em você.

FERRAMENTAS 001

Porém, se a sua lista de clientes for muito grande, já é aconselhável que você tenha uma ferramenta de e-mail marketing. O que essas ferramentas  (programas) fazem exatamente? Diferente de um e-mail convencional, que dispara todos os e-mails do mesmo lugar (ou seja, do seu servidor), essas ferramentas fragmentam o envio em partes e mudam as “locações” para que a sua comunicação não pareça um SPAM para os filtros das caixas de entrada de seus clientes. É mais segurança para que seus clientes o recebam.

Existem desde as ferramentas pagas como algumas gratuitas (porém, bem eficazes). A escolha entre elas fica à seu critério. Normalmente as ferramentas pagas têm um limite maior de envios mensais, mais possibilidades de templates (modelos) entre outras coisas interessantes (como um cadastro mais completo dos clientes).

Além disso, normalmente a ferramenta oferece alguns “templates” ou “layouts” já testados para seu e-mail, deixando-o mais chamativo e tranquilo de se ler. Use a criatividade e o bom senso e capriche no visual.

FERRAMENTAS 003

Pode dar trabalho, mas mantenha sua lista sempre atualizada, pois você terá novos clientes todas as semanas e às vezes algumas pessoas clicam para sair de seu mailing.  É o trabalho mais chato de manter uma lista, mas é o que faz com que seus clientes sempre fiquem satisfeitos, não importando se é um novo cliente ou um velho amigo (que de tanto comprar com você, estabeleceu um vinculo extra loja) ele sempre receberá as notícias atualizadas.

Voltando aos consumidores, perceberam como dá trabalho fazer aquela mensagem que vocês jogam na lixeira, sem ao menos abrir e ler as primeiras linhas? Então, abram os emails e se não gostarem alertem os vendedores que se não melhorem o conteúdo, você sairão da lista por opção. Ou seja, habilitarão os filtros de SPAM para que detonem aquele remetente. Mas só façam isso quando não tiverem o retorno às suas expectativas do que seja um bom atendimento comercial.

FERRAMENTAS 004

Aliás, um bom atendimento cada vez se faz mais presente para a sobrevivência de uma loja (e do emprego do vendedor) nesses tempos onde lojas online tem dominado alguns mercados. Portanto, esse tipo de comunicação via email com o cliente mostra que ele tem um lugar importantíssimo e que deve ser melhorado constantemente. Mas atenção vendedores: não façam isso por obrigação; façam pelo gosto de atender bem e saber que alguém saiu feliz de sua loja. E essa atitude, mais do que um simples e-mail, fideliza a gente como clientes de vocês, não é mesmo consumidores?

Esperamos que essas dicas os ajudem a serem parceiros de sucesso, numa relação vendedor/consumidor em que todos ganham. Quem um de vocês possa se tornar um empreendedor e passar essas dicas para os seus colaboradores?

E comentem se gostaram ou não dessas dicas.

Até a próxima.