# partiuferias

2015-12-21 - FB

por Dr. Alexandre Berni

Olá Pessoal! Alexandre Berni novamente com vocês e desta vez para pensarmos um pouco mais nos desafios que vencemos ou perdemos nesse ano. Afinal, em poucos dias começara outro novíssimo e com ele novos planos, novos projetos e muita expectativa para recomeçar e fazer melhor.

2015-12-21 - 006

Quantas promessas você se fez no ano passado? Quantas delas você cumpriu? O que você tem feito? Ou melhor, o que de Bom e de Bem você tem feito para você e para outras pessoas?  

Definitivamente precisamos entender que o final ou começo de um novo ano são ilusões necessárias para organizar a nossa vida e a nossa rotina. Entretanto,  não precisamos esperar o dia 01 de janeiro para pensarmos em um novo plano de vida ou uma reflexão. Devemos fazer isso todos os dias, sem exceção!

Especialmente para muitos músicos, esse período será de (esperamos) muito trabalho nas festas de final de ano, apoiando a alegria dos outros. Mas, se não surgirem oportunidades, nada como tirar umas “férias” na companhia de seu instrumento musical, tirando novas músicas, experimentando outros pedais, novos captadores, outros timbres etc. Considerando a atual crise brasileira e o preço do dólar, só o nos resta é cuidar bem do instrumento que temos, pelo menos por enquanto, certo?

Alguns músicos, por outro lado, depois de um ano tão difícil, vão querer distância do instrumento nesses dias. Como um período sabático para planejar melhor como será o futuro. É o seu caso?

Se for, saiba que é para você que irei dividir, nesse post, informações que aprendi durante minha vida e que acho muito importante para a “saúde” de nosso querido instrumento musical.

Começo com a seguinte pergunta: como pretende guardar seu instrumento musical?

Antes de indicar quais são as formas de melhor fazê-lo, é importante lembrarmos de que devemos guardar o instrumento limpo e bem regulado, para que não ter surpresas ao retornar das férias. Para a limpeza e a regulagem simples de seu instrumento já conversamos sobre isto nos posts desse blog ou no ebook gratuito que você baixa nesse link.

Agora que você já leu e sabe como regular e limpar, vamos às formas mais conhecidas de “estacionar” nosso tão querido instrumento:

> SUPORTE DE PAREDE

2015-12-21 - 001

Devemos antes de pendurar o instrumento, certificar que o suporte está bem fixado na parede e, de preferência, que nessa parede não incidam raios solares diretamente. O contrário também é verdadeiro: certifique-se que não existam manchas visíveis de umidade ou mofo visíveis.

Entretanto, esta não é minha forma de guardar um instrumento, porque está sujeito à gravidade de forma intensa, uma vez que o peso do corpo da guitarra é maior que o peso do braço.

> SUPORTE DE CHÃO

2015-12-21 - 002

Este é uma boa opção para guardar um violão ou guitarra, com ou sem apoio de braço, porém não indico em casas onde animais ou crianças tenham acesso. Não só pelo fato de poderem derrubar o instrumento, mas para evitarmos que crianças se machuquem com a queda do instrumento sobre elas.

Lembrando que este suporte também deve ser colocado em local seco e sem muita umidade. A vantagem desse suporte é que normalmente é desmontável e prático de se transportar.

> BAG

2015-12-21 - 003

Para quem usa bag como forma de carregar e guardar o instrumento, acredito que sendo mais eficaz na proteção que os anteriores citados, uma vez que o bag isola o instrumento do ambiente, protegendo também contra poeira.

Lembre-se de deixar o bag apoiado  em pé na parede, sem inclinação, com as cordas viradas também para a parede. Caso faça o contrário poderá afetar o braço do instrumento.

Caso precise deixar o bag deitado, posicione-o sempre com as cordas para baixo, pois assim o headstock do braço não fica apoiado no local, deixando o braço sem deslocamento. Se não se lembra, o Headstock é a parte do braço do violão ou guitarra onde ficam as tarraxas.

> CASE

2015-12-21 - 004

Para quem optar por usar cases, que podem ser feitos de madeira, metal ou plásticos, mesmo sendo mais isolados, também devemos nos preocupar por acondicioná-los em lugares sem umidade ou calor excessivos.

Vale a pena lembrar que o custo destes cases é muito superior aos anteriores citados anteriormente. Quando for guardar o instrumento dentro de seu case, deixe-o deitado com as cordas para cima, pois os encaixes ou berços internos manterão o instrumento bem alinhado, evitando tensões extras.

Esta é a maneira principal com que guardo meus instrumentos, principalmente os de maior valor emocional!!!

Dúvidas Frequentes:

1 – Preciso tirar ou afrouxar as cordas para guardar meu instrumento?

Não, pois o tensor está regulado em equilíbrio com as cordas afinadas.

2 – O que posso fazer para evitar que meu instrumento adquira umidade?

O uso de bags bem confeccionadas e acolchoadas ou cases (rígidos ou semi rígidos) diminuem a possibilidade da umidade do ambiente contaminar o interior. Muitas vezes, podemos perceber pontos verdes ou brancos na superfície dos bags indicando a presença de fungos. Fique atento com isso, você deve limpar a superfície do bag, com um desinfetante tipo “Lisoform” se possível e deixar secar ao sol.

Vale a pena lembrar que o uso de saquinhos de Sílica, encontrados em lojas de artesanatos, algumas farmácias e casas especializadas em equipamentos de laboratórios pode ser uma opção para colocarmos dentro dos bags ou cases.

Outra providencia mais custosa para monitorarmos a umidade e temperatura aceitáveis para armazenarmos nossos instrumentos são os acessórios específicos como os demonstrados nas figuras abaixo. As temperaturas mais aceitáveis são entre 20-28 º C e umidade entre 45-55%.

2015-12-21 - 005

3 – Como posso fazer se não tiver um bag nem case? Posso usar a caixa de papelão que veio com o instrumento da fábrica?

Se seu instrumento fica guardado sem capa, pode usar sim desde que o coloque apoiado com as cordas para baixo, para aliviar a tensão sobre elas.  No entanto, seja no chão, em cima ou embaixo da cama, saiba que uma caixa de papelão atrai insetos e pode segurar a umidade por mais tempo.

4 – As cordas estão enferrujadas. Posso trocá-las somente quando usar depois das férias?

Como citado anteriormente, faça uma boa limpeza em sua guitarra, principalmente em pontos de ferrugem de ponte ou parafusos.  O fato de você trocar as cordas e guardar o instrumento, não evitará que elas enferrujem novamente se existir umidade no interior do bag ou case. E pontos ou cordas enferrujadas podem ser fontes de contaminação para o resto do instrumento.

Bem pessoal, para todos que forem trabalhar ou sair de férias nesse período, gostaria de agradecer a atenção que deram aos meus posts durante o ano e espero que tenham um ótimo princípio nesse novo ano. Com já sabem, podem contar comigo no futuro porque estou sempre a disposição para trocar ideias e dicas.

Um grande abraço e # partiuferias.