Bem-vindo ao blog da Santo Angelo!

Cabos e acessórios SANTO ANGELO tem na Music Jungle
Compre já!

Será que tem um talento em casa? – Família gente boa!

2015-12-02 - FB

por Anjo Musical

Olá pessoal, tudo bem? E ai, vamos continuar com nossos cases de histórias legais que iniciaram a carreira de alguns dos mais conceituados músicos do mundo? Se não souber do que estou falando, é só clicar aqui e ler meu post anterior sobre como tenho interferido na descoberta de grandes carreiras musicais.

Trago mais duas histórias que me lembro e espero que elas incentivem você a comprar ou pedir (com sinceridade) um presente ligado à música esse ano. Compartilhe com as pessoas que você gosta.

E o primeiro case de hoje é: Minha avó é demais!

Era comum naquela época começar a trabalhar com pouca idade e já aos 13 anos ele era carteiro no Royal Mail (os correios da Inglaterra).

2015-12-02 - 001

Sempre fora surpreendido com chuva, ventos fortes e, às vezes, até uma grossa camada de neve durante o trabalho. Afinal, a tecnologia para prever o tempo não era lá aquelas coisas (como até hoje).

Chegava em casa cansado, mas como morava com a avó, sempre era recebido com uma boa e quente refeição, além de um sorriso que renovava suas forças para o trabalho do dia seguinte. Porém, ainda faltava algo.

Certo dia, com a neve caindo sem parar, ele não via a hora de chegar em casa. Bateu seu ponto e correu para se aquecer em casa. Surpresa ao saber que além do almoço, algo mais o esperava. Ao lado de sua cadeira na mesa de jantar, descansava uma Hoyer Guitar, usada, mas encantadora.

2015-12-02 - 002

- Tente tocar e veja se gosta. – disse a avó.

Empolgado, pegou a guitarra e começou a fazer barulho. Mas a falta de regulagem das cordas machucou seus dedos e alguns dias depois, a guitarra jazia abandonada no canto do quarto.

Os meses se passaram e ela continuou ali, aguardando, até que, com 15 anos o garoto resolveu pegá-la novamente e arriscar um Blues, mesmo com a dor que tinha nos dedos de passar horas tocando.

E ele continua arriscando esse blues até hoje. Sabe quem é?

2015-12-02 - 003

Acertou que disse: Eric Clapton. E olhe que coincidência, o blog já contou sobre a carreira desse icônico guitarrista que você conhece mais clicando aqui.

E vamos para a próxima que chamarei de: Meu avô doidão!

Desde criança, sempre ouvira músicas vindas da casa de seu avô. Passava por lá, mesmo sem entender a complexidade de tudo aquilo e ficava escutando o jazz que vinha daquela banda. Não entendia ainda o motivo do avô se ausentar por longos períodos, mas mesmo assim, gostava de estar lá.

Observava aquele violão com cordas estranhas e às vezes, mal cheirosas, feitas de tripas de animais. Nojento para o nariz, maravilhoso para os ouvidos.

2015-12-02 - 004

Nas férias escolares, torcia para que a banda de seu avô estivesse ensaiando, e passava tardes inteiras por lá, perguntando e se interessando mais por aqueles instrumentos diversos da banda. Quando a mãe o buscava, não parava de falar sobre o que tinha aprendido sobre essa tal de música jazz.

A mãe, vendo o interesse que o filho demonstrava pela Musica resolveu fazer-lhe uma surpresa.

No último dia de férias, sua mãe comprou uma guitarra e colocou ao lado do lugar onde o avô sentava para ensaiar. Chegando ao “estúdio”, o menino se encantou, mas não entendeu o motivo do avô só usar o violão enquanto aquela “coisa” brilhava para ser tocada.

Em dado momento, o avô convidou-o a sentar ali e arriscar uns acordes. Empolgadíssimo, empunhou a guitarra e fez todos observarem enquanto tentava. Mas a alegria de estar ali era muito maior que a vergonha, coisa que, graças à influência do vovô e o presente da mãe, ele levou para a vida e para os palcos.

Blues e jazz são as assinaturas desse que é um dos maiores “hitmakers” do mundo. Já sabe quem é?

2015-12-02 - 005

Acertou que falou: Keith Richards. O blog SANTO ANGELO também já falou da vida e dos problemas pessoais que esse grande guitarrista enfrentou ao longo dos anos. Quer saber mais, é só clicar aqui.

Identificou-se com essas duas histórias? Lembra-se quem te presenteou com a primeira guitarra, baixo ou qualquer outro instrumento? Esse é um momento inesquecível para muitos quando ganham algo que muda suas vidas para sempre.

E não há milagre nessas histórias, mas sim muito esforço por parte das famílias que trabalharam para presentear os filhos (ou netos). É uma prova muito forte de que o apoio da família faz muita diferença, ainda mais nesses momentos iniciais.

E continuo com a minha missão: semear mais música e fazer crescer novos músicos no mundo. Você me ajuda?

E não esqueça que um presente desse tipo, marca a vida de qualquer um (mesmo que um simples encordoamento ou um cabo mais legal dessa marca SANTO ANGELO que me dá espaço para minhas histórias). Você pode despertar um músico incrível.

Continue acompanhando essa semana, pois tenho mais duas histórias reais para te contar. Espero por você.

Grande abraço e fiquem na Paz!