TIPOS DE GUITARRAS

Tipos de Guitarras

Vocês que já conhecem podem ate achar normal que eu considere que tocar um instrumento musical possa ser uma das coisas mais gratificantes para qualquer pessoa, e em alguns casos até lucrativo como profissão.   Mas experimentem perguntar a qualquer lojista brasileiro de instrumentos musicais se guitarra não e  uma das escolhas mais populares (e um dos instrumentos mais vendidos) de todos os tempos em relação aos outros instrumentos. Que tal, então, se abordarmos os modelos disponíveis de guitarras em nosso post?

Quando perguntamos a qualquer guitarrista sobre quais são as suas preferências no que diz respeito ao modelo e timbres de guitarras, eles sem dúvida responderão algo que ficaria  entre Stratocaster, Les Paul ou Telecaster.   Na minha opinião médica, a genética das guitarras que temos hoje em dia vieram de dois “pais” : Les Paul e Leo Fender e muitos outros modelos foram  “cruzamentos” das idéias destes dois gênios.

A maioria das guitarras elétricas são feitas de madeira sólida como  Alder, Ash, Mahogany, Basswood e existe também uma infinidade de madeiras brasileiras apropriadas para instrumentos musicais, dentre as quais eu destaco o Marupá e o Cedro. Não podemos atribuir apenas ao tipo da madeira a característica de timbre da guitarra, mas também somar os captadores, fios, capacitores, potenciômetros, partes metálicas e as vezes até ao  tipo da pintura que ela foi submetida, porque certamente cada um desses componentes ira influenciar a sonoridade final do instrumento.

Não é novidade para ninguém que a popularização das guitarras iniciou-se com o aumento das importações oriundas de países asiáticos a partir da década de 90 devido a custos menores que para o consumidor final representaram um acessibilidade nunca vista na historia deste pais.

Apesar de eu achar um “mito”, muitos afirmam que  os guitarristas escolhem modelos de suas guitarras baseados no estilo de música que irão tocar. Entretanto, eu nunca observei nenhum guitarrista tocando heavy metal com telecaster com captadores singles. Vocês já?

Assim, vamos falar um pouco sobre os modelos consagrados de guitarras começando pelos desenvolvidos por Leo Fender.

Fender

O modelo Stratocaster foi criada na década de 50 como derivação do modelo Telecaster por Leo Fender e seus colaboradores tendo seu timbre característico e marcante, que eu gosto muito que é o  “quack”, “quack”…, o famoso timbre “estralado”  determinado pelo tipo de madeira e disposição dos captadores, geralmente com 3 singles coils conhecidos como “SSS” colocados em um escudo de plástico. As madeiras mais usadas originalmente nas Stratocaster americanas são Ash e Alder, mas no Brasil  os luthiers ou empresas costumam usar Marupá, Cedro, Freijó, Basswood, Swamp Ash e até Mogno em alguns casos. Vale a pena lembrar que a madeira e sua densidade alteram  o timbre da guitarra. Estilos musicais que usam muito este tipo de modelo são Rock, Blues e Funk. Muitos artistas, internacionalmente reconhecidos, consagraram este modelo: Jimi Hendrix, Eric Clapton, Stevie Ray Voughan, Buddy Guy, Jeff Beck, Yngwie Malmsteen, Mark Knopfler e outros mais atuais como John Mayer, Kurt Cobain, Eric Johnson, Richie Blackmore e outros.

Les Paul

O modelo Gibson Les Paul é um dos mais conhecidos designs de guitarra. Foi desenvolvido no começo dos anos 50 e se tornou o instrumento dos sonhos de muitos músicos até os dias atuais. E eu sou um deles!

O modelo Les Paul foi apresentado para a fábrica da Gibson e não foi bem aceito inicialmente até que a Fender lançou a Telecaster (inicialmente se chamava Broadcaster) e como se tornou logo um sucesso de vendas, a Gibson então resolveu investir na Les Paul para combater o sucesso da Telecaster da Fender.

Sua principal característica é sua a madeira do corpo, Mahogany em inglês e  Mogno em portugês, que hoje em dia, está sendo substituído nos Estado Unidos devido ao rigoroso controle ambiental e seu tampo em Maple, que nós brasileiros conhecemos como Marfim. Seu braço é colado, diferentemente da Fender que é parafusado. Isto também contribui para a formação do timbre do instrumento no que se refere aos “sustain”. Possui dois captadores humbuckers, alguns modelos possuem três, com característica de som marcante “gordo”, linguagem de músico, ideal para tocar um rock mais “pesado”, carregado em distorção. Alguns dizem que seu timbre é aveludado e encorpado. O uso deste instrumento ganhou consagração no Jazz e Blues além do Rock. Os músicos internacionais que consagraram o instrumento foram Jimmy Page, Randy Rhoads, Gary Moore, Zakk Wylde e Slash, ídolo da grande maioria dos guitarristas que conheço. Lógico que ainda existem muitos outros.

Telecaster

Como ja expliquei, o modelo Fender Telecaster foi desenvolvido por Leo Fender antes mesmo do modelo Stratocaster na década de 50. Muitos dizem que foi desenvolvida no período de 1932-1949 e certos luthiers experimentaram guitarras elétricas de corpo sólido, mas nenhuma teve um impacto tão significativo no mercado na época. A Telecaster de Leo Fender pode se dizer que foi a origem das guitarras de corpo sólido. Seu corpo é feito de Alder com braço e escala muitas vezes em peça única de Maple. Apresenta basicamente dois captadores singles coils que lhe proporciona um timbre característico que até de olhos fechados sabemos que uma Telecaster, que se tornou muito marcante na música country americana. Ela apresenta, nesta constituição de captadores, sons médios e um pouco estridentes que além do Country também são usados no Blues, Rock e Jazz. Os artistas que consagraram este modelo foram Keith Richards, Jonh Frusciante, David Gilmor, Jim Root, Mike Stern, James Burton e nos dias atuais Alan Jackson, Shania Twain, Brad PaisleyKeith Urban e muito outros.

Bem amigos, após esta “pincelada” sobre estes três modelos podemos dizer que os demais modelos de guitarras foram inspirados nestes acima no que se refere a construção, medidas, ligação elétrica combinação de madeiras e tudo mais. A grande quantidade de modelos e suas variações existem devido a combinações de captadores, madeiras e cores, graças a Deus, com isso nossa admiração a estes instrumentos dos sonhos não se esgota nunca.

Bem pessoal este artigo foi apenas uma curiosidade, ainda temos muito pra falar e descobrir sobre guitarras, mande sugestões para escrevermos.

Um grande Abraço,

Doutor Santo Angelo