Travas para correias: quem precisa delas?

2015-11-04b - FB

por Dr. Alexandre Berni

Olá pessoal, espero que estejam e fiquem sempre bem! No post de hoje abordarei um assunto simples e rápido, porém de “grande valia” para quem toca guitarra ou contrabaixo. Afinal, a situação não está fácil para ninguém e nada como usarmos de bom senso com o nosso bolso e equipamento.

Acredito que todos nós já passamos por situações desastrosas onde a correia do instrumento soltou-se de uma das roldanas do corpo da guitarra ou baixo. Já presenciei amigos que arcaram com grandes valores para recuperar os prejuízos causados pela queda do instrumento enquanto tocavam. Para evitarmos estes contratempos, eu recomendo travar sempre as correias. Ai você pode perguntar:

“Quer dizer que eu não devo tirar a correia da guitarra?”

Pense bem: por que você deve tirar e colocar a correia se a sua guitarra (ou baixo) fica sempre protegida dentro do bag ou case? Aliás, esse “por e tirar” é a causa do alargamento dos furos nas pontas da correia, que facilitam a queda do instrumento por “escaparem” das roldanas.

Claro que existem os famosos “strap locks” ou correias com fechos plásticos em ponteiras sobressalentes, mas aqui no blog eu vou comentar formas simples (e mais eficazes), além de mais baratas para você conseguir o mesmo efeito. E se tiver uma idéia ainda mais simples, divide-a com a gente, escrevendo um comentário ao final desse post.

Uma maneira muito fácil de travar a correia do instrumento, e que está ao alcance de qualquer um, é separamos duas palhetas de guitarra que não usamos mais, de preferência com espessura acima de 0,75 mm. Sugiro essa espessura por ser mais apropriada para perfurar e cortar conforme figuras abaixo.

2015-11-04b - 001

Após colocarmos a correia, basta empurrar a palheta perfurada e cortada conforme figuras abaixo e sua correia estará travada. Simples não é?

2015-11-04b - 002

Você pode até estar pensando: “se as minhas palhetas normais sempre somem, imagine essas depois que eu soltar a correia!”          

Pode ser que os “duendes” também adorem esse tipo de palheta, mas se decepcionarão quando constatarem que dificilmente poderão ser usadas para tocar um instrumento musical novamente. No entanto, uma alternativa para minha sugestão é composta por uma trava de aparafusar na roldana após o encaixe da correia. O formato em “estrela” ajuda o movimento de apertar a trava, como visto nas figuras abaixo.

2015-11-04b - 003

Outra ideia bem simples é prender a correia na roldana, travando-a através de uma simples arruela (encontrada nas lojas de ferragens ou de materiais de construção) com o furo central menor que a roldana.

2015-11-04b - 004

Reparou no comprimento do parafuso que prende a roldana no corpo da guitarra das fotos acima?

Antes de seguirmos com outras formas de travar a correia de guitarra, devemos nos certificar que as roldanas estão bem presas e com parafusos de comprimentos adequados.

Muitos fabricantes, por questão de economia, colocam parafusos curtos prendendo as roldanas dos seus produtos. Você pode trocá-los por outros de comprimento maior, mas podem surgir outros problemas caso a madeira do corpo seja do tipo “composta” ou formada de vários tipos de madeiras mais “baratas” por dentro. Ou mesmo de compensado, como já constatei em uma marca disponível no mercado brasileiro.

Uma forma antiga de melhorar a fixação destes parafusos das roldanas é colocarmos um ou mais pedaços de palitos de dente com algumas gotas de cola de alta adesão nos furos do corpo e aparafusarmos, sob pressão, como demonstrado nas figuras abaixo.

2015-11-04b - 005

E para não dizer que não falei de outras soluções simples, mas pagas, confira essas alternativas:

Travas para correias após fixação:

2015-11-04b - 006

Correias com travas:

2015-11-04b - 007

Agora uma curiosidade: imaginem quantas vezes as correias de Eddie Van Halen devem ter se soltado ao ponto deste brilhante guitarrista radicalizar com essa solução!!!!

2015-11-04b - 008

E para mais dicas e “truques” de manutenção e regulagem da sua guitarra, baixe o ebook “A Saúde da Guitarra”. É só clicar AQUI e fazer o cadastro, é grátis.

Grande abraço a todos e até a próxima.