Treble Bleed: o que isso significa?

2016-05-09 - FB

Olá Pessoal, tudo bem?

O post de hoje é sobre um assunto que no Brasil é pouco comentado e explorado entre os guitarristas e luthiers: o Treble Bleed ou “sangramento dos agudos” na tradução livre.

Como sempre faço em temas pouco esclarecidos no universo da guitarra, com as dicas que lerão até o final do post, espero contribuir para que você adquira conhecimentos suficientes para mudar sua cabeça (mindset) e emitir a sua própria opinião.  Aliás, um ótimo lugar para refletir sobre mindset está aqui mesmo no blog, nesse link.

2016-05-09 - 001

Quem nunca notou que ao abaixar o volume da guitarra, enquanto está tocando, ocorre uma mudança no timbre com perda de frequências, mais precisamente, um “abalo” nos Agudos?

A modificação Treble Bleed serve para amenizar este fenômeno, ou seja, diminuir a perda das frequências mais altas. Infelizmente, sou obrigado a usar um anglicismo por desconhecer uma tradução mais adequada para o termo Treble Bleed da língua Inglesa que represente no Português esse “sangramento” (perda) de agudos.

A alteração nos agudos, que falamos acima, é mais facilmente percebida em captadores “single coils” devido às suas próprias características técnicas, sendo causado pela forma como o potenciômetro e a capacitância dos cabos atuam, formando um “filtro” que alteram as altas frequências. Em situações onde o controle de volume está no máximo, esse “filtro” atua apenas em frequências muito altas (não audíveis pelo ouvido humano).

No entanto, quando o potenciômetro de Volume é abaixado (aumentando assim a Resistência Elétrica), o “filtro” atua cortando frequências audíveis, principalmente os agudos. Humbuckers geralmente não costumam sofrer severamente com este tipo de problema, mas é possível aplicar as modificações abaixo relacionadas também com esses tipos de captadores.

As opções mais conhecidas para modificar a parte elétrica das guitarras com o Treble Bleed estão descritos abaixo. A maior dificuldade é encontrarmos os componentes nas casas de materiais eletrônicos e, muitas vezes, os vendedores balconistas têm dificuldades para interpretar as especificações técnicas listadas. Lembro que existem algumas medidas dos componentes mais usados, mas isso não quer dizer que você não possa testar outros arranjos de acordo com suas possibilidades ou capacidade auditiva.

Resistor: 100 à 150K / Capacitor: 200pF à 2000pF (Cerâmico)

 2016-05-09 - 002

2016-05-09 - 003

Neste momento você pode pensar: “por que nunca ouvi falar nisso”?

Uma das explicações é que no Brasil, infelizmente, os instrumentos mais vendidos são os de baixo custo entre os fabricantes internacionais de guitarras e amplificadores. Já no exterior os instrumentos, sendo de melhor qualidade, com captadores, potenciômetros, cabos e amplificadores mais adequados, a modificação proporcionada pelo Treble Bleed é perceptível.

Se decidir fazer um teste por si mesmo, mas está inseguro quanto aos componentes, você pode levar o desenho acima a uma casa de materiais eletrônicos e solicitar os capacitores e resistores mencionados.  Lembro novamente que existem muitos tipos de componentes que poderá usar. Como os valores em Reais não são muito altos, vale a pena você comprar vários para testar. Também existem kits de modificação prontos no Mercado Livre e Ebay, porém com preços mais caros.

Para a instalação na guitarra, acredito que para quem acompanha este blog e aprende com meus textos, a execução vai ser bem tranquila. Precisará apenas de um ferro e material de solda, além, é claro, dos componentes que sugeri.

O Treble Bleed será instalado no potenciômetro de volume com uma haste na saída central do volume e a outra haste no polo que recebe o fio oriundo da chave seletora, conforme figura abaixo.

2016-05-09 - 004

Observe na figura abaixo o Treble Bleed” realizado em uma guitarra tipo Stratocaster com 3 captadores Single.

2016-05-09 - 005

Nessa guitarra, eu realizei duas modificações para escolher a que mais me agradasse:

1 – “Duncan”:

2016-05-09 - 006

2 – “Simple”:

2016-05-09 - 007

Para o meu gosto pessoal, ficou melhor a modificação Duncan.

Pode ser que, ao você experimentar estas modificações, possa não perceber qualquer diferença sonora ou, inclusive, achar que ficou pior que sem as modificações realizadas. Alerto novamente que o “conjunto da obra” é muito importante: bons componentes em sua guitarra, um bom amplificador e principalmente um bom cabo de guitarra.

No meu caso, os captadores Single são de excelente qualidade, os potenciômetros, chaves e fios são GuitarParts SANTO ANGELO, o amplificador é valvulado e os cabos de guitarra e pedais são também da SANTO ANGELO.

Espero ter agradado mais uma vez a sua “fome” de conhecimento técnico em guitarras e apresentado algo que tenha acrescentado algo de valioso à sua experiência como músico. Se gostou, compartilhe e conversar com seus amigos guitarristas sobre esse tema e me deixe saber se dúvidas apareceram.

Um grande abraço e até a próxima.

Alexandre A. Berni é médico cirurgião geral, músico, produtor musical e entusiasta da Guitarra. Escreve regularmente para o blog SANTO ANGELO com o pseudônimo de Dr. SANTO ANGELO.