Vai tocar no carnaval? Cuide-se direito!

Fala meu querido leitor: tudo bem com você?

Eu já tinha prometido no post anterior que em 2019 vou “pegar” bem mais pesado aqui no blog, principalmente nas questões que envolvam sua carreira musical e, principalmente, sua saúde.

Eu já escrevi ou entrevistei alguns profissionais de Nutrição, mas de uma maneira bem geral como nesse post Somos o que comemos  e nesse também Somos o que comemos 2

No entanto, foi a nutricionista funcional Arlete Rodrigues, de Brasília/DF, quem mais impressionou nossos leitores quando compartilhou seus conhecimentos sobre como uma alimentação saudável e rica em nutrientes é essencial na prevenção e controle das doenças da mente.

Tanto impressionou que sua matéria foi o 10º post com mais compartilhamentos e interações do blog SANTO ANGELO em 2018.

Por isso, refizemos o convite para que ela voltasse ao nosso blog, dessa vez com dicas para quem for tocar (ou trabalhar no áudio) nesse Carnaval 2019, possa “encarar” esse trabalho árduo, sem enfraquecer sua saúde.

Segundo reportagem do jornal Estadão de 24/02/2019, citando dados da Prefeitura de São Paulo. Com um número recorde de blocos (516) e de desfiles (556) programados para esse ano, a receita de serviços deve atingir quase R$1,9 bilhão, 5,4% maior que a de 2018.

E a estimativa de crescimento de receita nos outros estados não fica muito trás, com o Rio de Janeiro esperando faturar quase R$2,1 bilhão (crescimento de 2,5%) Minas Gerais com R$615 milhões (1,7% maior que 2018), Bahia com R$562 milhões (2,4% de crescimento) e Pernambuco com R$218 milhões (3,2% acima da receita de 2018).

Não existem dados que detalham os gastos dos blocos e desfiles devido à informalidade, mas certamente serão milhares de oportunidades de trabalho para músicos, técnicos de áudio e vídeo que aceitarem essas condições estressantes de trabalho.

É com a saúde deles que estou preocupada.

Se você não estiver entre os milhares de músicos brasileiros que enfrentarão esse desafio, compartilhe esse material com quem conheça que irá fazê-lo, contribuindo com a minha missão de dividir Conhecimento generosamente com todos, assim como fez nossa colaboradora Arlete Rodrigues.

Queria, antes de tudo, agradecer a você e a todos os leitores, músicos ou não, do blog SANTO ANGELO pela aceitação que tiveram pelo meu post anterior. Espero não decepcioná-los nesse tema sobre alimentação e hidratação corretas durante curtos períodos de esforço constante.

O Carnaval é uma dessas épocas, na qual algumas orientações e comportamentos são importantes para quem for trabalhar (ou mesmo curtir) não volte para casa mais cedo.

O corpo humano é capaz de armazenar água, no entanto, vários processos fisiológicos utilizam e a eliminam por meio do suor, das fezes e da urina.

Por isso, para que o organismo funcione de maneira adequada, devemos manter o corpo sempre hidratado com água , sucos ou água de coco, evitando os refrigerantes.

Sei que você deve estar pensando: “e a cerveja, pode beber?” Claro que pode desde que não exceda seu limite e intercale as “geladas” com a água mineral.

No entanto, como você está trabalhando e deseja ser contratado no próximo ano, recomendo que beba somente água, em torno de 2 a 3 litros, no mínimo, por dia. O ideal seria tomar água mineral que têm também contem Sódio, Potássio e Magnésio em sua composição.

Para a reposição de eletrólitos, as bebidas isotônicas também são bem-vindas porque repõem os sais minerais perdidos com mais precisão.

Outro alerta é sobre bebidas que não são alcoólicas, mas que necessitam de atenção redobrada. Sempre que tomamos algum tipo de líquido que exige mais água para excretá-lo do que a que ele fornece para você, como chá, café e refrigerante, é necessário aumentar a fonte de líquidos que compensem essa exigência.

Além do mais, refrigerante, não hidrata.

Algumas vezes, quando a perda de água pelo organismo for maior que a ingestão, o músico corre o risco de entrar no estado conhecido como desidratação, cujos sintomas são: câimbras, moleza no corpo, tonturas, vômitos, pouca urina, enjoos, vista turva, luzes piscando, boca e pele secas.

Desmaios, com a queda de temperatura e pressão também indicam a desidratação. Nestes casos, recomenda-se tomar um suco de fruta como laranja, limonada ou água de coco, que possuem absorção rápida e eficaz.

Outra pergunta que sempre me fazem é: “E os energéticos? São líquidos e podem ajudar na hidratação ou quando estiver muito cansado?”

NUNCA faça isso. Muitos pensam que só com a ajuda da bendita Cafeína, principal composto das bebidas estimulantes, podem aguentar o tranco de um trabalho extenuante ou atenuar os sintomas de uma noite mal dormida.

Existe um limite para a ingestão de Cafeína, que no caso de um Adulto, por exemplo, é no máximo 2,5 miligramas de Cafeína por quilo de peso. Ou seja, alguém que pese 80 quilos, poderá ingerir 200 miligramas por dia e, nos energéticos, a quantidade de cafeína varia de 80 até 500 miligramas.

Portando, energéticos não hidratam e para uma boa recuperação da fadiga muscular, alguns alimentos podem ser incluídos na alimentação, entre os quais a Beterraba é uma aliada poderosa.

Um estudo realizado na Universidade de Exeter, na Grã-Bretanha, mostra que o suco dessa raiz aumenta o tempo de resistência física durante o exercício físico ou trabalho árduo em até 15%, por conter Nitrato, substância de ação vasodilatadora que retarda o tempo de exaustão e melhorando o rendimento.

Ela facilita a recuperação muscular após atividades que requerem um gasto calórico maior. A raiz ainda é rica em vitaminas A, B e C, Cálcio, Potássio e Ferro. Este último melhora a circulação sanguínea, evitando a fadiga no resto do dia. O suco da beterraba com laranja é uma ótima opção de consumo.

Mesmo cuidando bem da hidratação, não esqueça que a alimentação também precisa de atenção, ou seja, deve ser mais leve e balanceada que a normal.

O objetivo é evitar a má digestão, que geralmente acontece quando comemos e em seguida praticamos alguma atividade com um gasto calórico maior, como soprar um trombone, por exemplo.

Alimentos mais leves evitam desconfortos como a hipoglicemia e os desmaios.

Atenção também ao horário das refeições. O ideal é que a ingestão ocorra entre meia hora e uma hora antes do inicio do trabalho. Durante a festa, opte por frutas, pois elas favorecem também uma boa hidratação.

Não tem frutas no camarim ou no trio elétrico? Lembre-se que sorvetes são sempre uma boa alternativa, principalmente os de frutas, pois são mais hidratantes e menos calóricos.

Assim, vale ressaltar que o consumo de alimentos leves, frutas, verduras e sanduíches naturais são alimentos que fazem com que o açúcar seja liberado de maneira mais lenta na corrente sanguínea, mantendo a energia necessária para tocar seu instrumento musical por períodos mais longos.

Lembrando que o músico o não deve permanecer por longas horas sem se alimentar, evitando a baixa de glicose sanguínea e sintomas como dor de cabeça, tontura e desmaios.

Frutas ricas em água como melão, melancia, morango, são ótimas opções para evitar a desidratação.

Outra questão importante, diz respeito aos alimentos vendidos na rua ou no local da festa. Ficar atento a manipulação da comida tais como o uso de luvas, toucas, se o responsável pega em dinheiro e em seguida na comida, ou outros desleixos que aumentam o risco de contaminações.

Por passar muito tempo nas ruas, muitas pessoas (músicos inclusive) consomem alimentos gordurosos, frituras e de procedência duvidosa, o que pode causar intoxicações alimentares. As infecções que são causadas por toxinas têm início poucas horas após a ingestão do produto contaminado.

Por último, mas não menos importante, vem a questão de quantas horas dormir por noite (ou dia) de descanso. Uma das frases mais repetidas que escuto é a de que precisamos de oito horas de sono para descansar e recuperar o corpo para o próximo dia ou noite de trabalho.

É verdade que um sono tranquilo e longo faz maravilhas pela nossa Saúde e bem-estar, mas esse número de horas não é tão rigoroso assim. De acordo com o National Sleep Institute entidade norte-americana sem fins lucrativos, o valor de quantas horas dormir depende muito da idade que você tem.

Segundo o link  para Adultos , entre 26 e 64 anos o valor de horas recomendadas é entre 7 horas e 9 horas. O que muda é a quantidade de horas que ainda é considerada aceitável. Enquanto para os mais jovens o sono pode se estender por 11 horas, no caso dos mais velhos ela não deveria passar das 10 horas.

Enfim, como resumo de todos esses princípios, siga essas 10 regras básicas:

Beba muita água:  Procure ingerir 2 a 3 litros de água por dia.  Você também pode investir na água mineral, isotônicos, água de coco e nos sucos de fruta naturais. Esqueça os energéticos;

Bebidas alcoólicas: Para quem gosta de cervejinha, é essencial intercalar o consumo com a água. A bebida alcoólica desidrata o corpo, por isso é importante manter a ingestão de água em conjunto;Coma frutas da estação:As frutas possuem vitaminas e minerais que auxiliam em diversas funções do organismo;

Alimente-se de maneira leve e balanceada: Alimentos como a couve, o brócolis, a rúcula, o agrião atuam no processo de desintoxicação, auxiliando o funcionamento do fígado. Portanto;

Não fique longos períodos em jejum: O ideal é fazer três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e pequenos lanches nos intervalos. Estes pequenos lanches podem ser frutas frescas ou sucos de frutas, castanhas, biscoitos integrais ou barras de cereal;

Coma alimentos que te forneçam energia: Aposte nos cereais, barra de cereal, arroz e massa, mas dê preferência a versão integral destes alimentos;

Atente-se às condições de higiene dos locais que você se alimenta: Os alimentos devem estar conservados adequadamente e os manipuladores devem estar com aparência, uniforme e mãos limpos;

Cuidado especial ao consumo de frutos do mar e alimentos vendidos na praia: Por conta do calor, estes alimentos estragam facilmente e nem sempre estão mantidos em temperaturas corretas;

Evite os lanches naturais que contenham maionese ou molhos: Assim como os frutos do mar, a maionese e os molhos são muito perecíveis e estragam facilmente, ainda mais quando não estão mantidos sob temperatura correta. Evite alimentos muito gordurosos e as frituras que demoram mais para serem digeridos e provocarem sono, interferindo no seu pique de trabalho! Prefira preparações assadas, grelhadas ou cozidas.

Procure dormir bem, de acordo com sua faixa etária: Respeite seu corpo e idade na hora de dormir, evitando ficar sem descansar por causa do trabalho e da época. Sua Saúde é mais importante!

Espero que você, ao terminar essa leitura, compreenda mais uma vez como a Alimentação mais equilibrada, Hidratação adequada e períodos regrados de Sono podem ajuda-lo a manter sua Saúde, mesmo tocando por períodos longos e em ambientes mais quentes e estressantes.

Deixe seus comentários ou duvidas aqui mesmo no blog no blog ou nas redes sociais da SANTO ANGELO. Estamos todos torcendo pelo sucesso de vocês.

Cuide-se e se alimente bem.

Fontes Bibliográficas:

-MAHAN, L.K; ESCOTT-STUMP, S. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 13ed. São Paulo: Roca, 2015.
-Apicella JM, et. al., Betaine supplementation enhances anabolic endocrine and Akt signaling in response to acute bouts of exercise, Março 2013
-GIBNEY, M.J.; LANHAM-NEW, S.; CASSIDY, A.; VORSTER, H.H. Introdução à Nutrição Humana. 2ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

Arlete Rodrigues de Souza é nutricionista (CRN 13725) formada pela UNICEUB de Brasília / DF e atende no consultório situado na SCRLN 706, Bloco E, entrada 55. Seu email é arsou3108@gmail.com e Instagram @arletrs