Bem-vindo ao blog da Santo Angelo!

Cabos e acessórios SANTO ANGELO tem na Music Jungle
Compre já!

Estamos quase lá…

2015-12-23 - FB

por Dan Souza

Foi difícil, mas a gente conseguiu.

Fala galera, Dan Souza, RA da SANTO ANGELO falando.  Estamos finalizando nosso trabalho nesse ano de 2015 e já preparando o famoso termo empresarial “fechado para balanço”. E nada mais justo que todos que batalharam contra os desafios (que não foram poucos) tenham seu merecido descanso para renovar energias e projetos para o ano que vem.

2015-12-23 - 001

Mas o que podemos esperar de 2016?

Vou pular as festas de final de ano, onde sei que muitos músicos têm mais oportunidades de trabalho em festas de formatura e de empresas, eventos das prefeituras, shows de virada de ano entre outros trabalhos.

Pelo que temos lido no mundo “mercadológico”, esse ano o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro deverá diminuir em 3,19% e a previsão do próximo ano é mais uma retração de 2,04% (confira mais detalhes clicando aqui). Apesar do cenário em queda, podemos pensar que será um ano melhor, pois o “preju” vai ser menor do que foi em 2015.

Para variar, acredito que em 2016 só vai se destacar quem oferecer o melhor serviço e mais alguns diferenciais no mundo da música. A gente sabe que isso já é cobrado de todos os setores (não só dos músicos), mas os diferenciais para 2016 devem ser realmente atrativos para (nós) consumidores, algo que faça a diferença entre tantas opções.

E em que o ano de 2015 contribuiu com isso?

2015-12-23 - 002

Primeiramente, preciso puxar a brasa para a sardinha do nosso blog. Durante o ano todo foram mais de 200 posts por aqui, com todo o tipo de assunto. Música, empreendedorismo, manutenção e regulagem de instrumentos, saúde pessoal, filosofia, contos e outras dezenas de assuntos, sempre focado no Músico. Quem nos acompanhou, percebeu que esse conteúdo é desenvolvido com muito cuidado por pessoas que, além de conhecimento na área que atuam e escrevem, amam esse ofício e são apaixonadas pela música.

Nossas mídias sociais também abriram portas para muitos músicos com 3 grandes concursos, interação quase 24 horas por dia (embora existam períodos que precisamos dormir, não é?) e sempre ouvindo quem nos procurava. Um comprometimento que, infelizmente, não se vê por ai com tanta frequência (deveria, mas não é regra).

E tem gente que ainda acha isso pouco. Mas tudo bem!

No mais, vimos muitas ações de músicos e escolas mostrando o quanto o mercado mudou, que mesmo em cenário de crise é possível prosperar ou, no mínimo, se manter. Infelizmente, a Música ainda é vista como supérflua na vida das pessoas, mas tem muita gente trabalhando fortemente para torna-la algo essencial no orçamento do povo brasileiro.

2015-12-23 - 003

E sabe o que me deixou mais empolgado? O Music Business.

O músico sempre foi “mezzo-empresário”, mas as técnicas que são conhecidas de muito tempo lá pelos “states”, estão chegando aqui aos poucos. E pensar que a gente já falava disso desde o final de 2014 aqui no blog, não é mesmo? Quem leu e aplicou está se dando muito bem, com certeza.

Isso mostra que arte também pode ser um negócio lucrativo, que gera valor para as pessoas e torna-se algo indispensável. Como a sabedoria popular ensina, a oportunidade costuma passar pela vida da gente na forma de uma pessoa careca com cabelo só na frente. É uma careca lustrosa, ou seja, se ela (oportunidade) passar, você tem que pegá-la de frente (identificar rapidamente as vantagens) e pelos cabelos (não perder tempo).

2015-12-23 - 004

Se não conseguir, certamente outro conseguirá. Portanto, todo o conhecimento compartilhado nos passa que a preparação é necessária, pois como já diria uma outra frase célebre que ouvimos sempre:

“Um dos segredos para o sucesso na vida é estar pronto quando a oportunidade vier”[1].

Continue acompanhando nosso blog e fique de olho nas novidades que o ano de 2016 trará para os músicos. Fácil não vai ser, mas se não tiver desafio, qual é a graça, certo?

Finalmente, gostaria de agradecer a todos endorsees do cast SANTO ANGELO e aqueles que ainda não fazem parte do nosso time, pelo privilégio que me deram de trabalharmos juntos. Fiz, faço e farei o melhor para vê-los todos bem e progredindo nesse competitivo e mau agradecido mercado brasileiro.

Ótimas festas e nos vemos em 2016.

Um abraço!

[1] Benjamin Disraeli