O que te motiva?

Links - Seguir

Por Denio Costa

Olá, meu nome é Denio Costa, sou consultor em projetos de acústica, áudio e vídeo na empresa DGC Áudio e instrutor na escola Núcleo de Formação Profissional – NFP de Belo Horizonte/MG. Aqui no blog SANTO ANGELO, escrevo sobre som profissional, conforme você já deve ter visto neste post (clique aqui) ou neste (clique aqui). Mas hoje, gostaria de abordar um tema mais pessoal do que técnico. Está a fim de pensar um pouco mais comigo?

Afinal, o que realmente te motiva? O que te faz seguir em frente? O que te faz estudar?

Esperança, desafio, pressão, amor, descrença ou dúvida?

Quando comecei a trabalhar com áudio, no final dos anos 70, não havia muita literatura disponível. O que havia eram os manuais de operação dos equipamentos. Por mais simples que fossem, sempre gostei de lê-los e aprendi muito com eles. Aliás, fica aqui a dica, “encare de frente” todos os manuais que conseguir porque são excelentes fontes de aprendizado. Por exemplo, você já leu o manual de usuário do seu smartphone?

O que te move - manual

Vez ou outra, eu me deparava com “dogmas” que simplesmente deveria acreditar. Isto porque ainda não compreendia na totalidade o que ali estava escrito. Na maioria das vezes, por falta de conhecimentos básicos de física, matemática e áudio mesmo.

O que escutava dos “mestres” e que ainda escuto hoje é a seguinte frase: “não discuta, é assim mesmo”. Há anos que isto é feito desta forma e ninguém nunca questionou.

Ou a pior delas: “você é pago para executar, e não para pensar”. Urghhhhhhh!!!

Meu caráter sempre foi muito questionador e aceitar pura e simplesmente não me bastava. Precisava entender os porquês das coisas e comprová-las na prática. Se você é assim também, certamente já escutou outra frase lapidar: “lá vem o chato de novo”.

Mas essa minha inquietude fez com que eu estudasse mais a cada dia. É isso o que me move. E o melhor de tudo foi que além de estudar, eu parti para os experimentos, estava unindo a teoria à prática. Assim crescemos mais, por mais árduo que seja o aprendizado.

O que te move - operador de som

Não seja apenas um “eco” dos departamentos de marketing das empresas, muitas vezes com gente muito despreparada tecnicamente. Ouça o que todos têm a dizer e depois faça suas pesquisas e experimentos, para só então tirar suas próprias conclusões. E não tenha medo de mudá-las, caso se convença de uma nova teoria ou tecnologia, porque é assim que gente como nós se comporta.

Participo como aluno em diversos cursos, workshops, treinamentos, seminários, palestras, congressos, etc. Sempre levo meu bloco de notas, é incrível como uma única frase pode nos colocar dias, semanas ou meses para pesquisar algo. Não é raro eu dizer: “só esta frase valeu o investimento no curso”.

Muitas vezes pode ser outro ponto de vista para o mesmo tema.

Nunca participei de um evento em que eu não aproveitasse algo, sempre aprendo. E isto é fantástico.

Hoje temos inúmeros sites, grupos de discussão, grupos no “WhatsApp” e outros. Mas será que estamos, realmente, aprendendo? Aquela leitura rápida no celular ficará gravada em nossa mente? Temo crer que não, se não aproveitarmos estas discussões para irmos a campo fazer nossos experimentos e estudos.

São meias verdades soltas no ar, sem muito fundamento.

A teoria funciona mesmo, isto é um fato. Mas para que se consiga os mesmos resultados, é necessário atender a todas as condições apresentadas. Muitas vezes uma simples mudança de temperatura, um pouco mais de vento, alteração na Impedância ou mesmo o estado de oxidação dos conectores ou cabos (como já vimos em um dos meus posts citados) nos impossibilita de chegar ao mesmo resultado em um experimento. São estas variáveis que nos levam a pensar que no áudio tudo depende.

O que te move - cabo

Não importa aonde vá, seu conhecimento irá com você. Este é seu único e verdadeiro bem.

Quanto mais informação você possuir, mais condição de analisar uma situação e suas possíveis soluções.

Algumas perguntas recorrentes que recebo são: “Denio, esta caixa acústica é boa? Este microfone é bom? Esta console é boa? Esta marca de cabo é boa? Interessante é que a resposta mais usada é: “sim, este equipamento é bom, mas qual a aplicação que planeja para ele?”

Um equipamento, de forma isolada, pode ser muito bom. Mas para uma determinada aplicação, pode ser péssimo e para outra, ótimo.

Enfim, meu conselho para você que conseguiu ler até aqui é “se o áudio é o seu talento, desenvolva-o”. Você ficará muito mais feliz, motivado e animado, trabalhar com o que gostamos é fantástico. Os resultados certamente virão com o tempo. O áudio é uma viagem sem fim que só tem pontos de partida. Que tal embarcar na próxima estação?

Uma das “locomotivas” que pode te conduzir nessa viagem é o blog SANTO ANGELO, onde eu, modestamente, escrevo regularmente, assim como o Rafael Cerqueira, de Fortaleza/CE, sobre Som Profissional. Você não é obrigado a acreditar somente no que expomos, mas com certeza vamos te desafiar um bocado para se tornar um ótimo técnico ou operador de som cada vez melhor e mais consciente.

E como aprendizado é uma via de duas mãos, experimente comentar ou criticar o meu ponto de vista. Quem sabe todos aprendemos ainda mais de maneira compartilhada?

Um abraço e até a próxima!

O que te move - caricatura

Denio Costa trabalha na elaboração de projetos de acústica, áudio e vídeo na empresa DGC Áudio e é instrutor na escola Núcleo de Formação Profissional – NFP de Belo Horizonte/MG.