Relação sinal-ruído

Links - Ruído

Por Sound Cara

Olá pessoal, sou o Rafael Cerqueira e estou de volta para continuar a série de posts sobre Áudio Profissional. Além dos meus artigos aqui no blog SANTO ANGELO, também desenvolvo outros temas bem legais no meu canal no YouTube. Apareça por lá para conferir.

Seguindo o raciocínio do meu post anterior sobre “pré-amps” e DI’s, se você teve a curiosidade de pesquisar os assuntos ou leu os manuais destes equipamentos, deve ter encontrado as palavras “relação sinal-ruído”. Ou se não leu, certamente você já deve ter escutado muito estas palavras “relação sinal-ruído” entre os profissionais de áudio, não é mesmo?

O que é essa relação sinal-ruído?

Essa relação é simplesmente a comparação do nível de um sinal (neste caso seria o de áudio) com o nível de sinal do ruído presente naquele equipamento.
Este conceito chega a ser utilizado por várias áreas da engenharia, desde telecomunicações até a parte musical. Na física, este valor é medido através da seguinte equação, onde a relação sinal-ruído é chamada de SNR (signal to noise ratio):
SNR = Psinal/Pruído (onde Psinal é a potência média do sinal e Pruído é a potência média do ruído)

Sinal ruído 1

Outras equações podem ser utilizadas dependendo de alguns fatores. Por exemplo, se o sinal e o ruído forem medidos na mesma Impedância, pode-se utilizar outra equação, mas não quero complicar muito a cabeça de vocês, por enquanto. Ou seja, quando chegar o momento, vamos sim estudar os princípios da Física para explicar o que acontece em nosso mundo, combinado?

Mas na prática, como isso funciona? E como isso me afeta?

Praticamente todo equipamento e o respectivo cabeamento gera, mesmo que seja bem pouco, um determinado ruído. Com isso em mente, imagine agora que deseja gravar uma faixa de guitarra em casa, no seu home studio.

Sinal ruído 2 2

Você liga sua guitarra no seu set de pedais maravilhoso e liga este set de pedais no seu amp que custou o valor de uma moto e que gerou inúmeras discussões com sua namorada (acontece). Você tira um som show de bola, aí resolve microfonar esse amp para gravar. Se deixar o som do amp bem baixinho para não incomodar os vizinhos (eu sei, isso é mito, rs) e compensar aumentando o volume do microfone para captar aquele volume baixinho do amp, você acabará introduzindo mais ruído à sua gravação. Nós não queremos isso, não é?

Por regular o volume baixo no amp, você acaba deixando o sinal de áudio em um nível muito baixo e cada vez mais próximo do nível de ruído do equipamento.

Com isso, ao aumentar o volume na placa de áudio (ou mesa de som), você está aumentando tanto o volume do som de sua guitarra como o volume do ruído do cabo. Citei o exemplo da guitarra, mas isso acontece com qualquer equipamento. Desde um PC ligado no sistema de som até um vocalista cantando em um microfone. Se você vai colocar uma música para tocar em um evento e liga o seu PC em uma mesa de som, a mesma coisa acontecerá se deixar o volume do PC baixo e aumentar o ganho no canal do PC na mesa de som.

Sei que esse assunto pode ser um pouco confuso, então vou explicar de um modo mais simples.

Falando de uma maneira completamente leiga e fácil de entender, vou citar números (não são decibéis, nem volts, nem nada, simplesmente números, a fim de facilitar o entendimento, ok?)

Digamos que o ruído de um cabo esteja com o a potência 2. Se você mandar um sinal de áudio com a potência 1, o ruído vai estar mais alto que o som que você deseja ouvir (guitarra, voz, ou qualquer coisa, na verdade). Neste caso, ao aumentar o volume em uma mesa de som ou placa de áudio, você aumenta o volume do ruído e do Áudio, deixando sempre aquele ruído presente.

Citei esse exemplo de forma exagerada, mas isso pode acontecer de forma mais sutil. Se mandar um sinal de áudio com a potência 4 e o ruído for potência 1, o ruído estará bem mais fraco, mas mesmo assim, sempre será aumentado junto com o volume do Áudio.

E como eu evito isso?

É bem fácil. O ideal é sempre mandar um sinal forte com um bom volume desde a fonte do som. É sempre bom que você tente ter um sinal forte para que ele esteja sempre bem acima do ruído presente no equipamento (representados na foto abaixo com S- Sinal e N- Ruído).

Sinal ruído 3

Se você é vocalista e está gravando voz em seu home studio, às vezes isso pode significar até cantar um pouco mais alto. Já se é instrumentista, o ideal seria deixar o volume de seu instrumento mais alto e deixar mais baixo no ganho da mesa de som ou placa de áudio. O ideal é evitar sempre mandar um sinal fraco e compensar com o ganho da mesa ou placa.

E fora a preocupação de manter o sinal forte, tem algo mais que eu possa fazer para melhorar essa relação?

Com certeza. O ideal seria não só tentar melhorar o nível do seu sinal como também diminuir o ruído presente nos equipamentos. Fora o ruído natural do equipamento, muitas vezes temos outros ruídos gerados pela corrente elétrica ou mesmo de interferências eletromagnéticas nas blindagens dos cabos balanceados e não balanceados, além de muitos outros fatores. Sobre eles eu falarei nos próximos posts.

Qualquer dúvida ou comentário, pode escrever aqui no blog ou até me mandar uma mensagem pela página (clique aqui para acessar).

Um abraço e até a próxima!

Sinal ruído 4




  • Rafael Machado

    Muito bom este post…..vê se eu entendi…..Uso minha guitarra com microfone no amp. Então preciso aumentar minha guitarra ao máximo, aumentar o amp e reduzir o sinal de entrada ou reduzir o sinal de saída do canal da mesa?