Somos o que comemos 2


Fala meu querido leitor: tudo bem com você?

Depois de aprender algumas dicas com a nutricionista Gabriela Munhoz sobre alimentação saudável, nesse post Somos O Que Comemos hoje vamos mais fundo nessa questão de Nutrição para músicos.

Acredito que aquele o ditado “somos o que comemos” faz muito mais sentido para você agora porque nos conscientizamos que o aumento do consumo de fast food de baixo custo e a correria do dia a dia são grandes vilões da atualidade.

Assim, muitas vezes, a Alimentação Saudável é erroneamente associada com alimentos caros e de difícil acesso, mas a verdade é que uma Nutrição Saudável está muito mais relacionada com a variedade e qualidade dos alimentos que estão sendo ingeridos.

E para que você possa ter acesso a outras opiniões, entrevistamos a nutricionista Karine Holanda, para esclarecer ainda mais os conceitos contidos no post citado acima. Partiu mais conhecimentos?

SANTO ANGELO: Conte-nos um pouco sobre você e sua formação?

KARINE HOLANDA: Meu nome é Karine Holanda, Nutricionista, Mestre em Ciências pela FSP/USP, pós graduada em Nutrição nas doenças crônicas não transmissíveis pelo Instituto Israelista Albert Einstein, Membro da ISAK (International Society for the Advancement of Kinanthropometry), Co-autora do livro “Saúde para músicos” (1), Formanda em Nutrigenômica e Nutrigenética (Epigenes)

SA: Qual o melhor método para quem quer emagrecer?

KH: Não existe um método infalível para emagrecer. Existe um método melhor para cada pessoa! O nutricionista pode lançar mão de várias estratégias nutricionais, como por exemplo: Low Carb, Cetogenica (2) ou Jejum Intermitente, entre outras técnicas, para provocar uma restrição calórica e, consequentemente, o Emagrecimento.

Além disso, é preciso averiguar os aspectos hormonais, insuficiências ou deficiências de vitaminas e minerais, avaliar o funcionamento digestivo e intestinal, verificar a qualidade do sono, presença de estresse, pratica ou não de atividade física, dentre outros fatores, para que, em conjunto com o plano alimentar, tais fatores favoreçam um desfecho positivo para o consultante.

SA: O que comer antes dos treinos físicos?

KH: De uma maneira geral, Carboidratos! Eles fornecem energia para iniciar e manter o exercício físico e estão diretamente relacionados com a performance. Sobre a quantidade, quanto tempo antes, se é melhor liquido ou solido e ainda se na forma de alimento ou suplemento, repito que é preciso uma avaliação prévia e de maneira individual.

SA:    É normal diminuir Carboidratos para emagrecer ou mesmo suprimir as bebidas alcoólicas?

KH: Sim! Como dito anteriormente para emagrecer é necessário fazer uma restrição calórica que pode acontecer através da redução de Carboidratos ou mesmo da redução ou retirada total de bebidas alcoólicas. Mas existem outras estratégias que podem ser utilizadas para emagrecimento, pois nem todos se adaptam a Low Carb ou Cetogênica (2), por exemplo.

SA:  A famosa dieta Paleolítica funciona?

KH: Funciona sim e para muitas pessoas ela é maravilhosa. Trata-se de uma dieta que prioriza o consumo de alimentos na sua forma in natura, sem industrializados, como carnes magras.

Quando bem orientada, essa dieta fornecerá vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes suficientes, mas o problema é que algumas pessoas seguem essa dieta sem acompanhamento profissional e podem exagerar no consumo de carnes gordas, ocasionando inflamações e prejuízos à Saúde.

SA: O que comer antes dos shows para melhorar desempenho?

KH: A primeira pergunta a se fazer é: será que minha alimentação ao longo do dia é boa o suficiente para prover um bom desempenho quando eu estiver atuando? Não adianta se preocupar somente com o que comer antes ou depois da apresentação se no restante do dia o músico se alimenta muito mal.

O nutricionista certamente irá ajudar muito na identificação deste erro e na sua correção, recomendando uma dieta adequada e voltada para máxima performance do artista!

Mas pensando de uma maneira geral sobre o que comer antes das apresentações, penso que como o desgaste para o musico é grande, muitas vezes comparado ao de um atleta, deve-se incluir Carboidratos de boa qualidade e de boa digestibilidade.

São exemplos desse tipo de alimentação a tapioca com ovo, pão integral com frango, salada de frutas com cereais (aveia, linhaça ou chia), suco de fruta natural com cereais e barrinhas de cereais saudáveis. Sempre recomendando analisar as embalagens ou rótulos dos alimentos antes do consumo.
Outra recomendação importante é se manter bem hidratado ao longo do dia, já que os efeitos de iluminação profissional podem contribuir com a desidratação.

SA: É preciso tomar suplemento quando se treina musculação?

KH: Não! O uso de suplementos é interessante, pois confere praticidade, podemos controlar a velocidade de absorção de determinado nutriente, podemos usar tal nutriente isoladamente, mas ele não é obrigatório.

Podemos obter benefícios também consumindo “comida de verdade” e para isso o nutricionista lança mão de alguns cálculos, adequando a dieta em cada caso, como por exemplo:
1 banana prata = 22g de carboidrato
1 sachê de gel de carboidrato = 23 g de carboidrato
1 medida de whey protein = 24 g de proteína
4 ovos = 24 g de proteína

De uma maneira geral, para quem está iniciando alguma atividade física, basta se alimentar de forma balanceada, com carboidratos, proteínas, legumes, frutas e verduras, garantindo assim fibras, antioxidantes, minerais e vitaminas necessários.

Porém, por conta da individualidade pode ser interessante para algumas pessoas usar suplementos. Por isso, vale a pena investir numa consulta com um bom nutricionista para garantir os melhores resultados do treinamento.

SA: Pode a gordura se transformar em músculos?

KH: Fisiologicamente é impossível! O músculo e a gordura corporal são tecidos bem distintos, não existindo assim a transformação de um componente em outro. O que acontece na atividade física mais intensa é a perda gradativa de gordura corporal e o ganho de massa muscular, mas para isto acontecer é necessária a união entre exercícios e boa alimentação.

Para finalizar gostaria de agradecer à SANTO ANGELO pela oportunidade de expor meu conhecimento na área e deixar meus contatos para quem se interessar em conhecer meu trabalho.

Em São Paulo na  Rua Urussuí, 92, Cj 14. Itaim Bibi. São Paulo, SP. WhatsApp (85) 99958.6989 ou em Fortaleza no Pátio Dom Luís, sala 1618. Aldeota. Fortaleza, CE. WhatsApp (85) 99807.5455
Obrigados a todos e espero vê-los sempre com mais Saúde e produzindo boa Música por esse enorme país.
——————————————————————————————————-
Obrigada Karine por dividir com nossa galera seu conhecimento sobre Alimentação Saudável. Abaixo listo algumas observações importantes sobre o texto da entrevista.

(1) Você encontrará o livro “Saúde para Músicos” nesse link clique aqui
(2) Para saber mais sobre Dietas Cetogênicas,clique aqui

Ficou com dúvidas, quer elogiar, criticar ou deseja acrescentar algum comentário a mais? Escreva-os aqui mesmo no blog SANTO ANGELO.

Até a próxima.

Lygia Teles, é Relações Públicas e especialista em Gestão de Marketing pelo SENAC-SP. Desde janeiro/16 integra a equipe de Marketing e Comunicação da SANTO ANGELO.