Encontre o que você procura de Música no Fleeber!

Maps_2

Aproveitando que 2016, segundo estimativas, será o ano do Empreendedorismo Digital, hoje vamos conhecer um aplicativo que está se tornando cada vez mais presente no cotidiano de muitos músicos. É um excelente case de empreendedorismo que foi criado e produzido por um grupo de brasileiros, ou seja, produto “Made in Brazil”.

Vamos embarcar nesta viagem de ideias?

 O Fleeber nasceu em 2014, na cidade de São Paulo. É uma plataforma digital que visa atender demandas que surgem o tempo todo no cotidiano do músico e pessoas ligadas a área. A ideia é proporcionar o encontro entre artistas e bandas e tudo que envolve o universo da música em um só lugar: escolas de Música, lojas de Instrumentos musicais, produtores, gravadoras, bares de som ao vivo, casas de shows, enfim, tudo o que possa interessar aos músicos.

Cantor

O interessante do aplicativo é a conexão que estabelece entre as pessoas, proporcionando um ambiente de compartilhamento e troca. Além disso, o recurso de geolocalização facilita a comunicação e a estimula a troca de experiências com colegas da área, donos de bares e estúdios da região.

 Conheça a galera criativa do Fleeber:

 Segundo os idealizadores, a ideia surgiu da necessidade do grupo e também das dificuldades enfrentadas pelos colegas de encontrar outros músicos para completar a banda, buscar lugares para os ensaios, locação de equipamentos, enfim, problemas comuns de quem lida no mercado musical.

A partir deste cenário favorável, os amigos perceberam que a internet seria a grande aliada para realizar a ideia e tirar os planos do papel. Fizeram uma rápida pesquisa e perceberam que as soluções existiam, porém eram insuficientes. Então, conceberam o Fleeber para ser o companheiro em toda a trajetória do músico, desde o dia que aprende a tocar, até o momento que começa a fazer shows e viver profissionalmente de Música.

A meta traçada pelos idealizadores é desafiadora: tornar o aplicativo referência em seu mercado de atuação, facilitando ao máximo a experiência do usuário e sua funcionalidade no cotidiano.

 Ramon Vieira Idealizador do negócio, mestre em Engenharia Mecatrônica. Já realizou turnês com sua banda, mas sempre com foco em tecnologia da informação.

Bruno Henrique Formado em Relações Internacionais com MBA em finanças. Atua na área de negócios e finanças da startup.

Carlos Eduardo – Formado em Administração. Atua na área de gestão e planejamento estratégico.

José Roberto – Possui mais de 10 anos de experiência em Vendas, Marketing e Relacionamento com o ClienteJá participou de estruturação de empresas e startups e, no Fleeber, é responsável pelos negócios. Também é músico.

Luís Felipe – Formado em ciência da computação, respira música o tempo todo. Atua na área de tecnologia da informação.

03-14-16 imagem 001

Bacana, mas quais são as possíveis fontes de receita?

Publicidade de nicho: o aplicativo conhece os gostos musicais, costumes e localização dos usuários, desta forma promovem anúncios segmentados para cada usuário.

Sistema de classificados: os usuários podem vender itens uns aos outros, entretanto, para fazer esta transação é cobrado uma taxa.

Sistema de gerenciamento de estúdios: A plataforma permite que donos e administradores de estúdios possam utilizar a ferramenta para agendar horários, divulgar a marca. Desta forma o recurso é cobrado.

Interessado? Então cadastre-se aqui

A ferramenta está disponível para Android, IOS e plataforma web, com o acesso permitido através dos perfis no Facebook ou Google. Quem quer se inscrever deve preencher alguns dados, tais como: nível de habilidade, instrumentos, objetivos e influências.

Além disto, dentro do próprio perfil, você consegue fazer o upload de vídeos, fotos, textos ou até mesmo GIFs para mostrar um pouco do seu trabalho. A ferramenta traz também um serviço de bate-papo, como uma rede social.

Artistas podem cadastrar biografia, adicionar fotos, escolher gêneros musicais, disponibilizar dados para contato. As redes sociais também podem ser acrescentadas para ajudar a conectividade do artista com as pessoas que estão buscando pelo contato.

03-14-16 imagem 003

Gostei! Mas, como faço para ter bons insights para meu próprio negócio digital?

Preste atenção! Observe o seu redor, olhe para as pessoas e faça conexões com possíveis necessidades e possibilidades, treine sua criatividade. Não se atenha apenas àquilo que apresenta uma finalidade clara naquele momento, mas mantenha-se disponível para encontros, leituras e experiências despretensiosamente.

O conselho é sair da zona de conforto: conhecer novos lugares, pesquisar muito, desta forma você ampliará seu repertório. Como falamos em outro post, veja aqui, se quisermos resultados diferentes, devemos utilizar processos e métodos diferentes.

Lembre-se: Não desanime se as coisas derem errado. Antes de uma grande ideia, em geral, há dezenas ou centenas de tentativas frustradas. Não saiu como o esperado? Estude o caso, aprenda com o que não funcionou e bola para frente.

Aqui vai uma dica para sua própria startup: converse com a Wings Up.

Abraços, boa sorte e até a próxima!

Lygia Teles, é Relações Públicas, formada pela Faculdade Belas Artes e pós-graduanda em Gestão de Marketing pelo SENAC-SP. Desde janeiro/16 integra a equipe de Marketing e Comunicação da SANTO ANGELO.