Estudar música no exterior é legal para sua carreira?

2018-08-01 (1)

Olá pessoal, tudo bem?

Estava sentindo falta de contribuir para o blog da SANTO ANGELO, acredito que esse canal seja bacana para dividir conhecimento e um pouco da minha experiência sobre o tema dos cursos superiores em Música.

Aliás, o que vou contar para vocês nesse post, de certa forma, complementa o que escrevi aqui em 2014 sobre escolha de professores e nesse outro sobre a minha escola (Starling Academy of Music) em 2017

Começo lembrando que iniciei a tocar guitarra na década de 1990.

Naquele momento os grandes ícones da minha geração eram basicamente guitarristas norte-americanos que lançavam regulamente álbuns de música instrumental e materiais didáticos, entre estes: Steve Vai, John Scofield e Mike Stern são exemplos.

Coincidência ou não, os três guitarristas passaram pela Berklee College of Music de Boston/MA, cada um em uma época diferente. Portanto, o nome Berklee, para mim, estava associado a uma oportunidade de frequentar uma instituição que ajudou a moldar musicalmente boa parte dos guitarristas que me influenciaram.

Aliás, o leitor habitual do blog já sabe mais sobre essa escola através de um dos posts do professor Djalma Lima sobre as vantagens e desvantagens da decisão sobre cursos superiores de Música .

No entanto. por muitos anos antes da internet e a disseminação do conteúdo, estudar música nos EUA era o sonho da maioria dos os estudantes de Música no Brasil.

download

Sempre conhecíamos um ou outro músico que tinha passado ou estudado por lá, alguns frequentando cursos por poucos meses, outros passando pelos 4 anos de imersão.

Quase todos falavam com entusiasmo desta experiência.

Lembrando que estou falando de uma época onde a informação demorava a chegar por aqui e o Brasil, daquela época, não oferecia qualquer opção de cursos superiores de Música, muito menos ligada à MPB.

Ainda hoje, a oferta das faculdades de Música para o Popular continua sendo um grande problema.

Em 2004, depois de terminar meu curso superior em Direito, tentei uma bolsa de estudos na Berklee. Eu já era músico profissional e tinha acabado de me casar, mas até aquele momento não tinha sido possível a realização deste sonho.

Contudo, no  final daquele ano, recebi a resposta de que havia conquistado uma bolsa e, em 2005, iniciei este projeto de vida que foi concluído em dezembro de 2008.

00

Retornei ao Brasil no ano seguinte trazendo meu primeiro álbum instrumental gravado com os colegas de faculdade.

A pergunta que eu me fazia no passado e que ainda me fazem hoje é:

É preciso estudar fora do Brasil ou numa faculdade de música como a Berklee para se tornar um grande músico?

A resposta é bem simples: com certeza não! Você pode ser um grande músico vivendo em qualquer esquina do mundo, mas é claro que existem grandes vantagens em poder cursar uma instituição do nível da Berklee.

14

É importante lembrar que cada pessoa trilha o caminho do seu jeito. Para mim, a experiência de estudar fora do Brasil mudou completamente minha mentalidade como músico e como pessoa.  

Esta empreitada foi uma grande benção na minha vida, porque hoje tenho uma escola de música presencial e virtual (que vocês podem conferir nesse link  que foi toda construída sobre os cronogramas de estudo que tive acesso quando aluno da Berklee.

Sempre digo que, se você puder cavar uma oportunidade de estudar fora, não deixe de abraça-la com força.

Infelizmente, no Brasil não temos nada que seja próximo do que é oferecido lá em termos de estrutura, fomento e imersão, uma faculdade como a Berklee, que conta com quase 6 mil alunos, centenas de professores de backgrounds diferentes, entre muitas outras vantagens oferecidas.

Por fim, sempre acredite no seu potencial e nunca desista.

Dúvidas? Comente aqui no post ou nas redes sociais, tanto minhas como as da SANTO ANGELO. E se gostou já sabe: compartilhe essas informações com seus amigos e amigas.

Abraço forte e até a próxima oportunidade.

Mateus Starling é guitarrista, professor e diretor da Starling Academy of Music. Também é endorsee SANTO ANGELO desde 2012.