Painel: Ensino presencial X Ensino online

Fala meu querido leitor, tudo bem?

Há muitos anos o blog SANTO ANGELO tem comentado sobre as feiras promovidas pela NAMM (National Association of Music Merchants) como nesse post, mas pouca gente sabe que essa associação é uma usina mundial de ideias visando mais Educação Musical para todos.

Uma dessas iniciativas foi a criação do Make Music Day que acontece todo dia 21 de junho em mais de 700 cidades espalhadas pelo mundo, no qual milhões de músicos se apresentam e tentam contaminar (ensinar, para quem prefere) outras pessoas para o saudável exercício de tocar um instrumento musical.

E a data (21/06) também marca o Solstício de Verão no Hemisfério Norte, quando aquela parte do planeta recebe a maior quantidade de raios solares, ou seja, é o dia mais longo do ano. Tudo a ver com tocar Música, não é mesmo?

No entanto, o que acontece nesse mesmo dia para nós, que estamos no hemisfério sul?

Adivinhou quem respondeu que é o contrário. Aqui no Brasil, nessa data acontece o Solstício de Inverno, dia de menor incidência de raios solares, ou com a noite mais longa do ano. O nosso Solstício de Verão só acontecerá entre os dias 21 e 22 de dezembro.

Ou seja, nem tudo que os gringos inventam serve para nós, certo?

Claro que precisamos tomar cuidado com as traduções, mas esse aparente desencontro de propósitos pode nos ajudar a encontrar nosso próprio caminho como nação, músicos e consumidores, como verá em nosso painel de hoje.

O que nos interessa mesmo é o que podemos fazer para também ensinar outras pessoas a tocarem um instrumento musical, mesmo que elas não saibam que poderiam.

Vivemos na era dos avanços tecnológicos e das inúmeras possibilidades, que nos desafiam constantemente a buscar conhecimento com muita facilidade.

Dessa forma, para nos educarmos musicalmente, a maneira de aprender mudou drasticamente com o passar dos últimos anos.

Ou seja, se você estiver suficientemente motivado, poderá estudar Música numa franquia de escola internacional no seu bairro ou com o seu professor dos sonhos (que pode estar em outro país) no conforto da sua casa.

A internet é mais uma ferramenta, que nos dispensa de eventos como o Make Music Day como motivação, mas nada pode superar a sua força de vontade para tocar ou aprender, mesmo online.

Estudar Música não é para qualquer um, porque exige horas de teoria e muita prática.

Portanto, independente da forma de aprendizado físico ou online, fica a dica de que não existem milagres. Mergulhe no mar do conhecimento, busque um professor qualificado com metodologia (e didática reconhecida) e seja feliz como músico.

Mas, será que o contato presencial ainda é importante para a evolução musical?

Para saber a resposta, convidamos nossos parceiros Kleber K Shima e Mauricio Alabama  para debaterem sobre as diferentes maneiras de aprender música e para onde o futuro está nos levando.

Ouça nossos parceiros, tire suas próprias conclusões e não esqueça de nos contar se gostou dessa experiência, OK?


_______________

Obrigada, Kleber e Alabama por dividirem suas experiências nesse painel com a nossa galera. Desejo-lhes ainda mais sucesso pessoal e nas escolas físicas e online.

Para você, eu desejo muita inspiração para escolher a melhor forma de aprendizado (ou de evolução), mas só lhe peço que compartilhe, nas redes sociais, esse conhecimento com seus amigos e amigas amantes da Música.

Abraços e até a próxima.

——-

Lygia Teles, é Relações Públicas e especialista em Gestão de Marketing pelo SENAC-SP. Desde janeiro/16 integra a equipe de Marketing e Comunicação da marca SANTO ANGELO.