Bem-vindo ao blog da Santo Angelo!

Cabos e acessórios SANTO ANGELO tem na Music Jungle
Compre já!

Twitter X Facebook: qual o melhor para sua comunicação?

Facebook x Twitter 1

Divulgamos constantemente ferramentas e estratégias para músicos alavancarem suas carreiras e que possam atrair cada vez mais amigos e fãs. E todo mundo já sabe que as mídias sociais são excelentes plataformas para artistas se comunicarem com o público, em busca de promoção e relacionamento mais próximo.

Não podemos também esquecer do Network (ou rede de contatos) onde cada artista pode encontrar novas oportunidades de trabalho.

Com a proximidade da Expomusic, você já conferiu o nosso Manual de Network?

Se ainda não viu ou deseja relembrar, clique aqui,  porque esse é um bom momento para avaliar também suas estratégias nas redes sociais. Para isso, nada melhor que entender um pouco de cada ferramenta e seu número de acessos no Brasil e no mundo.

Estamos vivendo a área da inteligência compartilhada tal que, todas as informações são instantaneamente compartilhadas por milhares de pessoas. Você, como músico ou profissional do setor (produtor, rodie, técnico de som, etc.) deve saber adequar sua linguagem para cada plataforma.

Entretanto, vejo que nem sempre são utilizadas as ferramentas da maneira mais adequada por falta de conhecimento sobre cada rede social.

Meu nome é Lygia Teles e hoje vamos conversar sobre as diferenças entre Facebook e Twitter. Sobre o LinkedIn, eu já falei nesse post.

Sim, existem diferenças…

imagem

O Brasil é conhecido mundialmente pela grande população de nativos digitais, de acordo com estudos da Semiocast, agência francesa que pesquisa sobre usuários de mídias sociais em diversos países. Identificou que o Brasil é o segundo país em número de usuários no Twitter com 33,3 milhões de contas.

A agência analisou mais de 383 milhões de perfis criados antes de primeiro de janeiro de 2012, lembrando que os EUA ainda lideram o ranking com 28,1% de todos os usuários mundiais.

Porém, existem diferenças. Embora o Brasil tenha passado o Japão em número de usuários, os japoneses são mais ativos e também interagem melhor.

O país com o maior percentual de contas ativas é a Holanda, com 33% postando tweets diariamente. Considerando outras formas de atividade na rede social como: seguir outros usuários ou alterar uma imagem de perfil, a Holanda também fica acima da média mundial. O país tem 52% dos usuários usando ativamente o Twitter, seja seguindo outras pessoas ou postando e trocando fotos, durante o período analisado.

Confira os dados do Facebook:

No Facebook 45% da população brasileira acessam a rede mensalmente. A presença dos brasileiros não para de crescer e mensalmente 92 milhões acessam a plataforma. Impressionante, não?

imagem 02

O Facebook mudou recentemente o algoritmo para priorizar postagens de amigos no feed de notícias. Do ponto de vista do usuário comum, essas novidades devem ter impacto positivo.

Mas há quem se preocupe, como os administradores de páginas: o Facebook admitiu que as mudanças podem dificultar (ainda mais) o alcance das publicações.

A rede está limitando cada vez mais dados orgânicos dos usuários, exigindo de certa forma que, para atingir seus fãs, você tenha que ficar o tempo todo impulsionando (leia-se pagar mais alcance) seus posts. Os algoritmos são alterados com frequência dificultando o crescimento orgânico da página e dos posts.

Afinal, qual a melhor plataforma para minha carreira: Facebook ou Twitter?

imagem 03

Apesar da popularidade e dos números incríveis de acessos no Facebook, o Twitter ainda é uma plataforma interessante para artistas que estão desenvolvendo um trabalho e não pretendem investir muito em posts patrocinados. Pois, a plataforma é aberta e permite que os artistas promovam suas músicas e aumentem sua audiência, sem gastar (até agora) nada por isso.

Além disso, quando tratamos sobre alcance, há uma grande diferença entre o Twitter e o Facebook.

Enquanto o Facebook limita cada vez mais o alcance dos seus posts, o Twitter não faz nenhuma restrição. No fator engajamento, o Twitter trabalha com uma experiência mais interativa para o usuário e ao mesmo tempo mais próxima.

Lembre-se: o objetivo não é apenas construir uma rede com milhares de seguidores, você deve construir uma relação pessoal com seus fãs, se possível um por um.

Outro ponto relevante do Twitter é a capacidade de se conectar com pessoas que pensam como você, com pouco ou nenhum custo.

A recompensa final vem de ter uma base de fãs de verdade, composta por pessoas reais que compartilham dos mesmos objetivos que você.

Gostou do tema e quer saber mais?

Acesse aqui o Braincast (podcast do B9) de número 202 com o tema “#MelhorRede vs. #AOutraRede”, que compara as duas redes sociais e sua disputa pela atenção dos usuários em épocas de grandes eventos.

Abraços, boa sorte e até a próxima!

Lygia Teles, é Relações Públicas e pós-graduanda em Gestão de Marketing pelo SENAC-SP. Desde janeiro/16 integra a equipe de Marketing e Comunicação da SANTO ANGELO.