Bem-vindo ao blog da Santo Angelo!

Cabos e acessórios SANTO ANGELO tem na Music Jungle
Compre já!

Bruno Mello: dicas para sua banda acontecer em 2017

Ark 1

Olá galera, tudo tranquilo?

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer toda a equipe da SANTO ANGELO pelo convite de estar aqui no blog mais uma vez.

Na primeira vez, falei sobre minha experiência como músico de rua, quando estive na Austrália . Agora será uma honra agora dividir com vocês um pouco da minha trajetória como músico integrante de uma banda.

Vamos lá! Preparados?

O trabalho não acontece apenas nos palco!

As pessoas que estão de fora do ramo da Música acreditam que o trabalho do músico é somente durante a performance ao vivo nos palcos ou nos fones de ouvidos.

Sabemos que isso é um erro que você não pode cometer: tudo começa no quarto ou sala da sua casa.

Costumo dizer que uma das partes mais importantes desse processo é construída entre quatro paredes: quando você está estudando seu instrumento, aprimorando seu conhecimento e buscando os melhores caminhos para sua evolução.

small_702-dia-do-musico

Acorde cedo e leve seus estudos a sério.

Separe pelo menos 1 hora dia para um estudo técnico e redija um cronograma diário para manter suas atividades organizadas durante a semana toda.

Lembre-se: isso é um trabalho sério e mesmo estando em casa, você deve cumprir seu cronograma, tarefas e horários.

 Pense de forma empresarial!

Aqui está a diferença entre os amadores e os profissionais.

Pense que você é uma empresa. Isso mesmo! Você Ltda. (ou S.A. conforme seus sonhos!).

A roupa que veste, as palavras que diz, a postura que tem, a sua honestidade, sua responsabilidade, as pessoas que conhece e como elas o veem são tão importantes quanto a sua técnica no instrumento.

business-planning-653x339

Lembre-se que a música é uma linguagem e a sua função é se relacionar com as pessoas através dessa linguagem.

Se quiser fazer disso uma profissão, descubra o que existe em você que as pessoas pagariam para ouvir (e ver), inspirarem-se e se entreterem.

Saiba trabalhar em equipe!

Se você realmente almeja ter uma banda ou empreender, o trabalho em equipe é essencial.

As dificuldades fazem parte das relações humanas, ou seja, você encontrará pessoas que lhe trarão alegrias e frustrações (ou sentimentos piores), portanto, deve estar preparado para lidar com isso.

Você deve ser capaz de extrair lições até nas piores situações

Reconheça seus erros e aprenda com eles, principalmente, com os erros dos outros.

Saber o que não fazer é tão importante quanto saber o que fazer.

Encontre as pessoas certas!

Esse é um dos passos mais difíceis. Eu demorei mais de 10 anos pra encontrar pessoas sérias e comprometidas em fazer um trabalho profissional.

Com certeza você vai encontrar (se é que já não encontrou) vários “ancoras”.

Sabe aquela pessoa sem comprometimento, que chega atrasado a todos os compromissos da banda, executa as músicas de qualquer jeito, reclama muito e traz pouco resultado? Esse é o “ancora” que me refiro.

Sempre que possível, evite trabalhar com pessoas assim.

Esteja próximo a pessoas mais experientes que você!

Essa é uma das melhores formas de aprendizado musical e empresarial.

Se você está em um círculo social, onde só existem pessoas que estão abaixo do seu nível, com certeza tende a estagnar.

Nos dias de hoje, se não estiver evoluindo, você está regredindo. Jamais permita que isso aconteça.

Escute com sabedoria o que essas pessoas podem ensinar.

Nem sempre você vai gostar do que vai ouvir, mas analise tudo e reflita como os seus novos aprendizados podem ser executados a curto e longo prazo na sua carreira.

Não se apegue demais as suas ideias

Um dos principais fatores que levam a desentendimentos dentro de uma banda é quando um dos integrantes não admite nenhum tipo de opinião ou mudança em suas ideias, principalmente as musicais.

Não falo só dos outros! Nisso incluo você!

 Por mais que ache sua ideia melhor que a do resto da banda, dê a chance para outros integrantes opinarem, criticarem e dialogarem sobre o assunto.

Saber ceder é muito importante.

Lembre-se que banda é uma equipe e você não pode nem deve tomar todas as decisões sozinho.

Extraia o melhor de si mesmo o tempo inteiro!

Faça isso desde o momento que você pega o instrumento de manhã cedo, liga o metrônomo pra estudar, ouve músicas, tira músicas, compõe, conversa com os outros integrantes, marca ensaio, vai para o ensaio, toma decisões, marca show, negocia com contratante.

Mais ainda: exija o melhor se tiver que contratar um produtor ou uma equipe para preparar seu equipamento, fazer a passagem de som, cuidar do show ou um RP que se relacione com o público, sempre buscando a melhoria constante.

O bom é inimigo do ótimo. Sempre exija o melhor de si e dos outros.

Lembrem-se: Se você não estiver evoluindo, você está regredindo. Então seja sempre um pouco melhor do que você era ontem em tudo o que você faz, vive e se relaciona.

Domínio musical não é o suficiente!

Por melhor que você e sua banda sejam, não sairão da garagem se não dominarem o lado business tanto quanto (ou até mais) que o lado musical.

É só observar. Quem está no topo do mercado, não necessariamente são artistas com um domínio musical elevado, mas sim os mais organizados e bem estruturados do ponto de vista financeiro e comercial.

Como já foi dito, saber direcionar o empresário da sua banda é o que vai fazer a diferença.

Por melhor que um produto seja, ele só se vende se souber apresentar e convencer o público de que aquilo vai acrescentar algo de legal na vida deles.

Seja sempre autossuficiente para a execução das suas funções!

Imagine a cena: sua banda chegou para tocar ou ensaiar e fica sabendo que o local não tem adaptador, extensão, cabos ou transformador para ligarem seus equipamento. Quem ainda não passou por isso?

Aí vocês olham para o bag dos cabos e descobre que trouxeram de casa só o que a “boa” vontade permitiu.

Desculpem, mas isso é uma falta de profissionalismo tremenda.

Se você é guitarrista, por exemplo, deve ter uma estrutura preparada.

229664

A única coisa que você precisa pedir para o técnico/produtor é a tomada de energia.

O resto é obrigação ter sempre consigo, por mais que você saiba que o local fornece esses materiais.

Opte sempre por produtos da melhor qualidade possível dentro do seu orçamento. A qualidade do seu som, ou o seu timbre, sempre devem ser os melhores possíveis. Quer um exemplo?

Muitas pessoas negligenciam a importância dos cabos em seu rig.

Pense bem: se você não tem cabos de qualidade no seu equipamento, a qualidade do som decai devido a ruídos, interferências e demais fatores, além do aumento considerável da possibilidade de problemas técnicos durante o show.

É realmente desagradável para o público ter que lidar com esse tipo de problema.

Afinal, se o equipamento é seu, a falha será sua.

Aquela “economia” que fez comprando cabos de baixa qualidade poderá refletir no resultado final do seu show.

Um contratante vai pensar duas vezes em chamar sua banda pela segunda vez caso você ficar 30% do show parado tentando resolver seus problemas ao invés de executar seu trabalho.

Saiba direcionar seus investimentos!

É importante saber direcionar seu investimento. Muitas vezes o artista, por impulso, investe R$ 10.000,00 em um instrumento e esquece de todo o resto.

Isso geralmente acontece pelo “status” que a marca do produto gera.

Sim, é importante ter equipamentos de alta qualidade. Mas lembre-se que todo o “gear” são somente ferramentas e elas devem estar de acordo com o contexto que você está inserido.

Não adianta investir uma grana alta em equipamento se a receita não sustentar o investimento.

05

Muitas vezes, vale muito mais a pena investir em uma boa assessoria de imprensa/ Relações Públicas ou em uma produção de qualidade do que comprar aquele captador caríssimo que apareceu na capa da GuitarPlayer gringa.

Um investimento mal direcionado pode custar toda a sua carreira.

Enfim, acho que falei bastante né galera? Espero que essas dicas, que me custaram anos de experiência, sejam úteis na sua decisão de fazer a banda acontecer esse ano.

Espero, de coração, que você encontre sempre a melhor opção para a sua carreira, tendo a Música como sua bússola.

Abraços.

Bruno Mello é guitarrista e endorsee SANTO ANGELO, é graduado pela UNISINOS/RS em Produção Fonográfica e Music Performance. Além disso, atua como professor presencial e online de guitarra.