Bem-vindo ao blog da Santo Angelo!

Cabos e acessórios SANTO ANGELO tem na Music Jungle
Compre já!

O modelo Canvas para montar um Plano de Negócios

CBPUFDOOSN - FB

por Dan Hisa

Em pelo menos um dia por semana aqui no blog, a gente já falou de impostos, de clientes, de caixa da empresa e dos tipos de empreendedor que existem no Brasil, conforme a legislação vigente. Se você já se decidiu a colocar seu sonho de empreender em prática, chegou a hora de colocar a sua idéia no papel, encontrar um “Norte” e começar a trabalhar, seja esse seu “insight” um estúdio, uma escola, uma loja ou até mesmo prestar serviço como musico.

Para começar um novo negócio, é interessante que você trace alguns objetivos, tenha em mente como irá ganhar dinheiro com sua empresa e qual o público que deseja atingir. Parece muita coisa, mas esses pontos vão ajudar a manter o foco e mostrar a seriedade da sua empresa.

Está pensando: “será que eu consigo?”

O principal em tudo isso é motivação no que faz. Ninguém merece ver no palco um músico com aquela cara de quem não está satisfeito ou mesmo, exemplificando a escola, um professor que dá aula para cumprir o conteúdo programático. Mas motivação sem rumo não funciona tão bem, por isso, você precisa criar um Plano de Negócios (PN). Uma ferramenta simples e bem eficaz nós trazemos aqui para você: o Business Model Canvas, ou só Canvas.

CBPUFDOOSN 001

Com origem na língua inglesa, a palavra Canvas tem “quadro ou pintura a óleo” como um de seus significados. Esse modelo foi proposto pela primeira vez pelo australiano Alexander Osterwalder, pesquisador (teórico) de negócios. Esse tipo de “business plan” monta um quadro (mapa), dividido em 9 quadros, onde você consegue visualizar melhor o seu negócio (sendo ele novo ou já existente).

O PN parece confuso, mas é bem simples. Leia porquê.

Os campos do método Canvas são os seguintes:

Proposta de Valor (Value Propositions): o produto/serviço que sua empresa oferecerá ao mercado (Cliente) que terá valor (não confunda valor com preço);

Segmento de Clientes (Customer Segments): você quer vender para todo mundo ou quer focar em um nicho específico? É uma pergunta a ser feita para você definir para qual público você quer atingir;

CBPUFDOOSN 003

Canais (Channels): como você vai vender (loja física ou online)? Como seu cliente comprará? Como o produto ou serviço será entregue? Tudo isso precisa ser bem pensando e colocado no Canvas. De nada adiantará ter o melhor produto do mundo, mas se não conseguir entregar, certo?

Relacionamento com os Clientes (Customer Relationships): feitos todos os passos anteriores, como será sua relação com os clientes. Tudo via mídias sociais, pessoalmente usando vendedores e representantes, suporte online? Defina isso para seguir em frente;

Atividade-chave (Key Activities): quais atividades serão imprescindíveis para que você consiga entregar ao cliente, além do produto/serviço, o valor prometido? Pode ser um departamento de marketing maior ou uma logística não convencional ou mesmo embalagens diferenciadas;

Recursos Principais (Key Resources): São todos os recursos pertencentes às atividades-chave. Nisso entram móveis e imóveis, transporte e principalmente, pessoas;

CBPUFDOOSN 002

Parcerias Principais (Key Partners): basicamente, são as terceirizações e recursos adquiridos de fora, como exemplo, se você presta serviço de manutenção e regulagem de instrumentos alguém te fornecerá os equipamentos (cordas, guitarparts, produtos de limpeza) e pode ser que você mande as pinturas para outra pessoa (terceirização);

Fontes de Receita (Revenue Streams): como sua empresa obterá receitas (dinheiro). Taxas por utilização, venda de produtos, assinatura mensal, empréstimo/locação ou publicidade. Não é necessário que seja apenas uma forma, como por exemplo, nas revistas que lidam com assinatura e com compra na banca;

Estrutura de Custos (Cost Structure): são todos os custos para que seu negócio funcione, como custos de produção ou realização do serviço, funcionários, matérias-primas entre outros. Já fizemos um post sobre isso, confira aqui.

E depois de responder todas essas perguntas, sabe o que acontece?

Calma, porque após tudo isso escrito, você tem a primeira representação conceitual do seu negócio e consegue pautar suas ações para gerar valor, manter a empresa nos eixos e prosperar. Pode ser que algumas das ações sejam inviáveis no momento. Neste caso, repasse os campos do método até chegar numa solução definitiva para o método.

CBPUFDOOSN 004

Lembrando que outras ferramentas podem te ajudar a definir ou melhorar alguns desses campos. Uma análise simples, conhecida por SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats ou Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças em Português) te dá uma visão mercadológica interessante para o seu produto/serviço (trataremos com mais profundidade dessa ferramenta em um próximo post) e as possibilidades dele.

Sempre analise, não dê tiros no escuro, ok?

E para os “gadget freaks”, o Canvas está disponível para Android e iOS com alguns aplicativos. O Sebrae Canvas, todo em Português, pode te ajudar na montagem do seu Plano de Negócios e economizar aquele monte de papel A4 (e ainda te torna ambientalmente responsável).

Em Português também, o “Ferramentas” (da Editora Globo) além do Canvas, te disponibiliza análise SWOT, Funil de Ideias, além de outras notícias sobre empreendedorismo. Tem também os programas “gringos” como o Design Thinking Canvas, o Canvas Business Forms app que funcionam muito bem, mas são para aqueles que dominam bem o idioma Inglês.

Pronto para começar a “rascunhar” seus sonhos para a realidade?

Com esse monte de ferramentas disponíveis, uma certeza você terá: da organização das suas ideias e do seu negócio. Sucesso é relativo, mas com armados com um bom Canvas, você atingirá seus objetivos (somado à muito trabalho, claro).

Agora queremos falar com quem já tem o seu Plano de Negócios: além do Canvas, alguém conhece outro método mais simples de montar um PN? Comente aqui no blog e compartilhe histórias de sucesso.

Fiquem à vontade em comentar, sugerir ou criticar esse tema aqui ou nas nossas mídias sociais.

Abraço e sucesso!

Fontes:

Virada Empreendedora

SEBRAE